Encontro da Dança pode não acontecer

2

O 10º Festival Mato-grossense/Encontro da Dança corre sério risco de não acontecer em 2008. O motivo é a falta de recursos. Este ano a única esperança da Associação de Profissionais da Dança de Rondonópolis (Aprodaro), organizadora do evento, é conseguir fazer valer os recursos aprovados pela Lei Rouanet, a qual depende apenas da adesão de empresas interessadas. Para a realização da iniciativa este ano, seria necessário no mínimo R$ 150 mil.

A Aprodaro não apresentou este ano projeto junto ao Fundo Estadual de Fomento à Cultura do Estado de Mato Grosso. Nas nove primeiras edições, o Festival foi feito dessa forma: com o patrocínio do Governo de Estado, Secretaria de Estado de Cultura e Conselho Estadual de Cultura. Contudo, a presidente da Aprodaro, Sarah Jane Ereio Venâncio, diz que as dificuldades e riscos são grandes.

Segundo Sarah Jane, a Aprodaro não pode correr o risco, mais uma vez, de pleitear e planejar gastos com um determinado valor e depois não ter como arcar com as despesas, como no ano passado, diante de uma liberação de recursos menor do que a previsão. Em 2007, Sarah lembra que o Festival Mato-grossense somente foi realizado mediante o apoio da Prefeitura e da Câmara.

Essas “surpresas” com o Fundo de Fomento à Cultura, conforme Sarah, ocorrem porque, normalmente, a Aprodaro só recebe a informação do valor aprovado no final do primeiro semestre. Em 2007, por exemplo, ocorreu em junho. Enquanto, por outro lado, os contratos com professores, jurados, bailarinos e dançarinos convidados, estrutura, bem como muitas prestações de serviço (gráfica, secretária, web designer, assessoria de imprensa, entre outros) são firmados no início do ano.

A presidente da Aprodaro argumenta que a antecedência nas atividades é que garante a qualidade e a organização do evento, que já é reconhecido nacionalmente. No entanto, em 2008, diz que a Associação optou por não iniciar nenhum contato, nenhum serviço voltado ao Festival no início do ano, para garantir, dessa forma, a liberdade para tomar a decisão de não realizar, pela primeira vez, o evento.

A salvação da 10ª edição do Festival, segundo Sarah Jane, está na Lei Rouanet porque, através dela, a Aprodaro teve o projeto para a realização do evento em 2008 aprovado. O valor aprovado é de R$ 421.604,70. A Lei Rouanet é a lei federal de incentivo à cultura, que pode ser usada por empresas e pessoas físicas que desejam financiar projetos culturais. Com a Lei Rouanet, é possível deduzir do Imposto de Renda de 80% a 30% do valor investido em um projeto cultural.

O problema é que, apesar de o projeto local ter sido aprovado em 2005 e dos contatos mantidos com diversas empresas mato-grossenses desde então, a Aprodaro não obteve ainda nenhuma proposta. Dessa forma, desde 2005, a Aprodaro vem tendo que solicitar, repetidamente, a prorrogação do prazo ao Ministério da Cultura. “Embora a verba aprovada seja uma ‘renúncia fiscal’ do Governo Federal, não implicando em despesas para a empresa, o projeto depende do interesse da empresa em relação à sua realização [o que não ocorreu até agora]”, explicou Sarah.

Para garantir a realização da 10ª edição do Festival, a Aprodaro repassou que vai aguardar ainda, até o início de março, por alguns contatos que foram feitos com empresas do Estado. Nesse contexto, a Associação faz o chamado a alguma empresa da região interessada em patrocinar o evento, por meio da Lei Rouanet. “O incentivo é benéfico à empresa, ao idealizador do projeto e, principalmente, à sociedade como todo”, orientou, informando que mais de uma empresa – não só uma – pode patrocinar o valor necessário.

Caso nenhuma empresa se interesse em ingressar no projeto, transferindo o valor devido do seu imposto para o patrocínio, até 10 de março próximo, Sarah garante que comunicará oficialmente o cancelamento do Festival, que se figurou como um marco na cultura do interior do Estado, ao longo dos últimos anos.

“A Aprodaro agradece, de maneira especial, todas as empresas de Rondonópolis que foram parceiras nesta luta, por nove anos; aos governos Estadual e Municipal, a todos que somaram forças conosco e deixaram seu importante registro na história do Festival Mato-grossense/Encontro da Dança”, externou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here