Até a data de ontem (18) a situação epidemiológica da dengue em Mato Grosso, em 2008, era de 1.764 casos notificados. Destes, o Estado passou a investigar quatro casos de notificações suspeitas de febre hemorrágica da dengue.

O caso de Tangará da Serra foi encerrado como febre hemorrágica da dengue com evolução para cura.

Até a presente data o único caso de óbito por dengue, em 2008, ocorreu na Capital do Estado, Cuiabá. O laudo médico revelou que a morte foi causada por uma síndrome de choque da dengue.

As investigações apontaram que o caso de Matupá foi de dengue com complicações e a paciente evoluiu para a cura.

No final da semana passada foi notificado mais um caso, em Várzea Grande, que está sendo investigada a evolução da doença. O paciente está sob cuidados médicos.

Os municípios que apresentaram maior número de notificações foram: Barra do Garças com 244 casos notificados, Matupá com 128 casos, Cuiabá com 122 casos, Nova Canaã do Norte com 159 casos, Alta Floresta, onde foram notificados 132 casos, o município de Tangará da Serra com 42 casos e o município de Várzea Grande com 85 casos.

“Neste período, intensificam-se as ações desenvolvidas em parceria do Estado com os municípios, no sentido de monitorar a ocorrência dos casos, melhorar o diagnóstico e tratamento e reduzir a incidência dos casos destacando a importância do envolvimento da população no controle da Dengue”, disse a coordenadora da Vigilância Epidemiológica da SES, Mirian Estela Freire.

Além das ações de capacitações de médicos e enfermeiros, o Estado trabalha junto às vigilâncias municipais no sentido de desenvolver ações casadas envolvendo secretarias municipais do Meio Ambiente e Limpeza Urbana com a finalidade de diminuir as ocorrências da doença e acima de tudo eliminar as reservas naturais do criadouro do aedes aegypit. (Fonte: Secom)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here