Não vai faltar trigo no Brasil, afirma diretor

0

O diretor do Departamento de Comercialização e Abastecimento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Maria dos Anjos, garantiu ontem (7), que não haverá falta de trigo no Brasil. A próxima safra nacional do produto só deve entrar no mercado no início de agosto e, até lá, o país é abastecido por importações. O diretor assumiu, no entanto, que o preço do trigo e de seus derivados, como o pãozinho, pode aumentar.

Nesta semana, a Câmara de Comércio Exterior (Camex), publicou a nova Lista de Exceção à Tarifa Externa Comum (TEC). Além de incluir o trigo na lista, a tarifa de importação do produto de países que não pertencem ao Mercado Comum do Sul (Mercosul) foi reduzida a zero. A redução se aplica a 1 milhão de toneladas de trigo que entrarem no Brasil até 30 de junho deste ano.

A mudança tem como objetivo diminuir o impacto da queda no fornecimento de trigo da Argentina, principal país exportador de trigo para consumo brasileiro. Com isso, o produto importado de países como os Estados Unidos e o Canadá até o meio deste ano virá isento de imposto de importação, assim como o trigo argentino.

“Se você tivesse que buscar com a alíquota de 10%, esse produto custaria 10% a mais, então a redução é exatamente para evitar esse impacto, porque trazer de fora vai ter que trazer mesmo”, afirmou José Maria dos Anjos. No entanto, ele admite que ainda assim o grão pode vir mais caro do que o que vem do país vizinho. Um dos motivos citado pelo diretor é o frete, mais caro por causa da distância. (Fonte: Agência Brasil)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here