MT Hemocentro atinge 100% na cobertura de seus serviços

0

O MT-Hemocentro, unidade descentralizada da Secretaria de Estado de Saúde (Ses) responsável pela aplicação da política de gerenciamento dos estoques de hemocomponentes e hemoderivados de qualidade para atender a população e que coordena e auxilia o poder público na execução da política estadual nas áreas de hemoterapia e hematologia em consonância com a política nacional, alcançou o cumprimento da meta de interiorização e descentralização dos serviços nestes últimos quarto anos.

A hemorrede pública coordenada pelo MT-Hemocentro Ã(c) formada por 18 unidades de coleta e transfusão (UCTs) e 28 agências transfusionais (ATs).

As Unidades de Coleta e Transfusão estão localizadas nos municípios de Água Boa, Alta Floresta, Barra do Bugres, Cáceres, Colíder, Comodoro, Jaciara, Juara, Juina, Mirassol Dâ€(tm)Oeste, Porto Alegre do Norte, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra e em Cuiabá no Pronto Socorro Municipal.

Já as Agências Transfusionais se encontram nos municípios de Alto Araguaia, Aripuanã, Brasnorte, Campo Novo dos Parecis, Campo Verde, Canarana, Chapada dos Guimarães, Confresa, Diamantino, Guarantã do Norte, Marcelândia, Nobres, Nortelândia, Nova Brasilandia, Nova Mutum, Nova Xavantina, Paranatinga, Peixoto de Azevedo, PoconÃ(c), Pontes e Lacerda, PoxorÃ(c)u, Rosário Oeste, São FÃ(c)lix do Araguaia, São JosÃ(c) dos Quatro Marcos, Terra Nova do Norte, Vila Rica, Várzea Grande e, na capital, no Hospital Universitário Julio Muler.

No interior as unidades hemoterápicas atendem 99% da demanda e na capital aproximadamente 36,15% da demanda dos leitos SUS. “Estamos interiorizando os serviços de hemoterapia como forma de facilitar o acesso dos usuários, atendendo ao princípio de acessibilidade que norteia o Sistema Único de Saúde (SUS), ao mesmo tempo em que garante sangue de qualidade, que pode salvar vidas”, disse a diretora geral do MT-Hemocentro, Eliana Rabane.

Para manter estoque regulador que garanta o atendimento à demanda são realizadas campanhas de doação visando conscientizar a população sobre a importância do ato de doar sangue. Tal trabalho tem como objetivo principal sensibilizar e fidelizar doadores, ou seja, aqueles que realizam no mínimo três doações/ano. “A manutenção dos estoques de sangue e seus derivados nos serviços de saúde Ã(c) fundamental para assegurar sua disponibilidade à população”, comentou.

O resultado das campanhas tem sido positivo. Conforme relatório do MT Hemocentro, no ano 2000 havia apenas 17.550 candidatos à doação. Neste ano de 2006 o número já Ã(c) de 37.470 candidatos à doação. No interior tambÃ(c)m houve avanços, saltando de 7.035 candidatos à doação em 2000 para 42.380 em 2006.

O número de bolsas coletadas e distribuídas tambÃ(c)m cresceu. No ano passado, foram distribuídas 29.863 bolsas pelo Hemocentro e 9.903 pelas unidades hemoterápicas existentes nos municípios. Para este ano, o Hemocentro registrou uma distribuição total de 28.542 e de 8.461 pelas demais unidades. Quanto à s bolsas de sangue coletadas foi de 30 mil no Hemocentro e 38.330 nos municípios, 2006.

Nos últimos seis anos, cresceu consideravelmente o número de exames laboratoriais realizados. AtÃ(c) este final de 2006 foram realizados 883.189 exames. No ano passado, foram 760.829 exames. Para proporcionar esse crescimento, a Instituição tem investido cada vez mais no sentido de garantir qualidade sorológica e agilidade nos resultados dos exames laboratoriais com a aquisição de equipamentos totalmente automatizados.