É de revoltar!

Ajude a fazer uma cidade melhor de se viver, enviando para o nosso Whastapp os problemas e sugestões de reportagens que você gostaria de ver aqui no A TRIBUNA. Veja algumas contribuições feitas pelo aplicativo:

É de revoltar!

A diferença de preços no combustível entre as cidades de Rondonópolis e Cuiabá continua gerando revolta e muitos questionamentos. Apesar da curta distância entre as cidades e do fato de que, no transporte, a gasolina precisa primeiro passar por Rondonópolis, a diferença de preços entre as duas praças é gritante. Para exemplificar, há posto em Cuiabá vendendo o etanol a R$ 2,69 o litro e a gasolina a R$ 3,29. Em Rondonópolis, por sua vez, o etanol pode chegar a R$ 3,39 o litro e a gasolina a R$ 4,39. “Numa tanqueada, 40/50 reais a mais em Rondonópolis”, alertou o advogado Ednaldo Aguiar. Cadê o Procon e o Ministério Público para apurar a situação?

Dando o recado

A prisão do ex-presidente Lula, no sábado passado, rendeu muito o que falar neste fim de semana. O engenheiro Jamal Badie Daud enviou pelo WhatsApp a seguinte mensagem ao A TRIBUNA: “A partir de amanhã, ninguém poderá reclamar mais: todos começarão a prosperar nos empregos e nas empresas. Agora é trabalhar…”

Sugestão de pauta

Algumas pessoas sugeriram ao A TRIBUNA a cobertura ontem da manifestação contra a morte do empresário Átila Nogueira, ocorrida no domingo. “Faremos isto para demonstrar nossa indignação pela insegurança reinante em nossa cidade. Mais um latrocínio que ceifa a vida de uma pessoa honesta, trabalhadora e produtora de emprego e renda. Nosso amigo, o empresário Átila Nogueira. Nossa sociedade merece mais atenção de nossos representantes políticos. Vamos juntos somar forças!”, reforçou Delmo Lima.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here