DENOMINAÇÃO DE RUA
Veto a nome de Bertinetti deve ser apreciado hoje

Vereador Orestes Miráglia, autor da proposta: “não entendi a atitude do prefeito…” – Foto: Arquivo

O projeto de lei aprovado pela Câmara Municipal de Rondonópolis, alterando a denominação da Rua Cafelândia, que passa na frente da sede do Poder Legislativo, para Rua Dr. Elmo dos Santos Bertinetti, falecido recentemente, foi vetado pelo prefeito Zé Carlos do Pátio. No entanto, a proposta ainda poderá virar lei, caso o veto seja derrubado pela Câmara Municipal. A apreciação do veto deve ocorrer na sessão da Casa de Leis que ocorre hoje (6).
“Estranho que o prefeito tenha feito um ato dessa natureza. A justificativa da Procuradoria Geral do Município é que o projeto não foi resguardado por uma lei em vigor onde diz que para se trocar o nome existente em uma rua é necessária a aprovação de no mínimo 60% da população. A lei existe desta forma, mas vale para quando o nome de pessoa em rua aprovado pela Câmara Municipal e sancionado pelo Prefeitura. No entanto, atualmente não existe nada que oficialize o nome da rua Cafelândia. Então, estamos desimpedidos para nominar a rua com o nome do nosso saudoso Elmo dos Santos Bertinetti”, afirmou o vereador Orestes Miráglia, autor do projeto.

Dr. Elmo Bertinetti, falecido recentemente: nome vetado para rua – Foto: Arquivo

“Espero que os vereadores equalizem e coloquem na balança a importância do Dr. Elmo dos Santos Bertinetti para a sociedade de Rondonópolis e também para o Estado de Mato Grosso. Outro dia, ouvi comentários de que o nome de Cafelândia tinha sido colocado por um cidadão que era de um partido político, mas já faleceu. Sugeri então que colocasse o nome deste cidadão, mas também não quiseram. Por que não homenagear o Bertinetti com seu nome naquela rua que é pequena, mas ele construiu ali o seu grande projeto que é o Cedir, prestando serviços importantes para a população. Um dos sonhos acalentados pelo Bertinetti. Não vejo nenhum impedimento jurídico para que isso aconteça”, argumentou o vereador.
Segundo Orestes Miráglia, existe um abaixo assinado com 21 assinaturas contestando a proposta, mas existe outro com 60 assinaturas aprovando a alteração do nome da rua. ”Agora está nas mãos dos nossos colegas vereadores. Não entendi o prefeito, que é uma pessoa bastante inteligente e conheceu a história do Bertinetti acabar vetando o projeto. E ainda não se atentaram ao que verdadeiramente está na lei que diz que é preciso de anuência dos moradores quando uma rua tem um nome de pessoa, mas não é caso da rua Cafelândia”, ressaltou.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia