O povão é quem elege os dirigentes do País

A política e os políticos somente mudarão de cara quando se exigir do eleitor, pelo menos, o ensino fundamental completo. Enquanto isso não ocorrer, a classe com menos educação formal continuará a escolher seus dirigentes.
Em 2016 foi constatado pelo TSE que 4,7% dos eleitores são analfabetos, 28,5% não completaram o ensino fundamental e 30% não tem ensino médio completo. Somando-se esses porcentuais que corresponde a mais de 50% do eleitorado brasileiro, esse subscritor conclui que nessas eleições de 2018, mesmo com as novas mudanças na lei eleitoral serão eleitos aqueles candidatos que tiverem mais tempo no rádio e na televisão. É certo que essa classe mais humilde da população brasileira, em oposição às classes média e alta, tem vontade de ver as coisas melhorarem para suas famílias, mas infelizmente sem estudo e sem acesso às atividades mais nobres do capitalismo, padecem nas mãos dos governantes.
Contra a barriga vazia e a vontade de comer, em nada valerá as orientações e os clamores para que o povão vote certo e vote nos novos políticos. Esses programas mal planejados com acúmulos de benefícios, como disse o Banco Mundial, permitem que os beneficiários deles continuem a votar no mesmo político: é melhor deixar como está porque assim a barriga não ronca, do que votar no novo que ninguém conhece quem é, diria essa maioria de eleitores.
Hoje essa soberania popular exercida através do voto e estendida a todos os brasileiros considerados “intelectualmente maduros” não resulta na escolha de bons representantes. Somente uma mudança radical no artigo 14, § 2º, da Carta Maior (Art. 14. A soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos, e, nos termos da lei, mediante: …§ 1º. O alistamento eleitoral e o voto são:), é que poderá haver o início dessa mudança na vida nacional.
Enquanto não se mudar a Lei Maior, a outra parte da população (eleitores conscientes) que é obrigada a votar, deve denunciar as falcatruas que certamente haverão nessas eleições vindouras. Fazer também de todas as formas o tête-à-tête para direcionar na escolha do melhor político. Mas cientes de que não serão eles quem decidirão os novos destinos do país.

(*) Saulo Moraes é advogado militante em Rondonópolis, e jornalista por formação acadêmica.

5 comentários

  1. Falou Tudo!!!!!!!!
    Dada a acrescentar.
    Parabéns pela matéria.

  2. Pedro Ambrozio da Silva

    Infelizmente a coisa funciona assim,e esses corruptos sabem muito bem disso,por isso,aprovam leis em benefício próprio e se perpetuam no poder, enquanto não tivermos educação, cultura, informação e,principalmente opinião própria,vai continuar assim.Parabens Saulo.

  3. A tese é bastante procedente. O que interessa aos politicos desonestos é a manipulação do eleitor que não teve a oportunidade de receber uma educação digna. Continua a estratégia assistencialista. Não é a-toa que ex-presidentes e o atual estão citados em processos de corrupção pelo Supremo Tribunal Federal.

  4. Sem falar no voto de “cabresto”, hoje popularizado pelos partidos políticos que obrigam seus deputados a votarem contra suas convicções próprias e intitulam esta atitude de “Fechamento de Questão”. Então, quem são os analfabetos? Com certeza se esses deputados perguntassem aos seus eleitores, analfabetos, se concordam com essas atitudes, certamente a resposta seria Não!

  5. Georges Filho. US Army/ África.

    D veríamos mudar também os candidatos. Os mesmos deveriam ter curso superior e não ter nenhum antecedente criminoso. Deveríamos mudar as leis para que os candidatos que forem corrompidos tenham penas inafiançáveis. Só assim acabaria com a farra com o dinheiro público. Os eleitores devem entender que a classe política deve trabalhar para o público e não em prol dos mesmos como vemos a anos. Com certeza o artigo e muito interessante e toca na ferida. A culpa dessa palhacada toda no congresso e até na presidência. Saulo mais uma vez com um artigo inteligente e atual. Meus parabéns.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia

Popups Powered By : XYZScripts.com