DIFERENCIAL
Em 4 anos, ferrovia alavancou economia

Considerando apenas o embarque de mercadorias, o terminal da ferrovia representa hoje 23% do valor adicionado do Município

O terminal ferroviário trouxe uma ampliação da geração de emprego e renda em Rondonópolis nos últimos anos – Foto: RonDrones

Ao completar 64 anos de emancipação político-administrativa hoje (10/12), Rondonópolis deve muito atualmente à contribuição econômica proporcionada pelos trilhos da ferrovia. A partir do funcionamento do terminal ferroviário, inaugurado em setembro de 2013, o Município registrou uma alavancada da sua economia.
O secretário municipal da Receita, Valdecir Feltrin, avalia que, considerando apenas o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) relativo ao embarque de mercadorias, o terminal da ferrovia representa hoje 23% do valor adicionado (VA) do Município, que é a contribuição de determinada atividade econômica ao Produto Interno Bruto (PIB). Se considerar as várias empresas instaladas no terminal, esse número chega a 30%.
Além disso, Feltrin observa que os serviços prestados no terminal ferroviário também geram Imposto Sobre Serviços (ISS). Por tudo isso, ele atesta que o modal ferroviário é um diferencial muito grande na economia rondonopolitana. No terminal, ele cita a presença de empresas como Cofco (Noble), Bravo, Andali (fertilizantes), posto Masut e centrais de distribuição de combustível da Shell, Raízen e Ipiranga, além da Petrobras com construção paralisada.
O secretário lembra ainda que o terminal tem um potencial de crescimento grande, considerando que outras grandes empresas, como Bunge, Amaggi e Louis Dreyfus, possuem áreas no local e podem futuramente construir empreendimentos. Com essa importância, ele vê com preocupação para a economia local a possibilidade da ferrovia prosseguir para o norte do Estado. Contudo, atesta que essa expansão não deve ocorrer tão cedo.
Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Milton Mutum, o terminal ferroviário trouxe ampliação da geração de emprego e renda em Rondonópolis, sendo algo fundamental para sua economia. “A Prefeitura de Rondonópolis olha com muito carinho e cuidado esse empreendimento”, atestou Mutum. Inclusive, aponta que uma preocupação hoje é industrializar mais a matéria-prima na cidade, não apenas enviar os produtos in-natura para fora.
É bom destacar que o terminal ferroviário trouxe uma vantagem competitiva para Rondonópolis, que é a intermodalidade entre os transportes ferroviário e rodoviário. Diante dessa logística oferecida, Mutum informa que o complexo vem recebendo novos empreendimentos, a exemplo de uma unidade de transbordo rodoferroviário e armazenamento de fertilizantes da empresa JM-Link, em um investimento da ordem de R$ 130 milhões.
Nesse caso, Mutum explica que Rondonópolis possui hoje muitas misturadoras de fertilizantes, as quais recebem os insumos de Paranaguá (PR). Com o investimento da JM-Link, previsto para iniciar sua operação em abril de 2018, repassa que esses insumos vão começar a vir de Santos (SP), aumentando a competitividade nas operações. Isso porque os vagões, que até agora vem de lá para cá com 60% a 70% de ocupação, vão vir totalmente carregados com o incremento no transporte de insumos para fertilizantes.
Milton Mutum aponta que, agora, o terminal também recebeu um grande posto de combustível, com estrutura de restaurante, escritórios de transportadoras e hotel. Considerando a intermodalidade, também observa que algumas transportadoras estão construindo novas sedes em Rondonópolis, a exemplo da Rodobelo. “Isso significa emprego e renda para o Município”, externou ele, dizendo que continua em conversação com novas empresas interessadas em se instalar na cidade. Se não bastasse as contribuições da ferrovia, ele lembra ainda que Rondonópolis vem caminhando para se tornar um pólo em educação, com várias instituições voltadas à formação profissional.
Importante ressaltar que, com o fechamento nos últimos anos de indústrias importantes, como a Santana Textiles e também frigoríficos, a ferrovia acabou compensando perdas de receita, renda e geração de empregos dentro da economia de Rondonópolis, que não sentiu grandes impactos.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia

Popups Powered By : XYZScripts.com