RONDONÓPOLIS
Semana da Consciência Negra tem sua programação definida

Luzia Aparecida do Nascimento, presidente da Unegro: “infelizmente, os números e a situação mostram que o povo negro ainda é escravizado, em pleno século 21” – Foto: Arquivo

A coordenação da União de Negros e Negras pela Igualdade (Unegro Pantanal Rondonópolis) já finalizou os detalhes da programação da Semana da Consciência Negra no município. As atividades vão ser desenvolvidas no período de 20 a 26 de novembro, sendo iniciada com a realização do segundo Seminário de Formação da Unegro, tendo como local a Câmara de Vereadores.
A semana é celebrada para reverenciar a trajetória do líder negro Zumbi dos Palmares, maior símbolo de resistência contra a escravização de seu povo. Sua morte ocorreu em 20 de novembro de 1695 – 193 anos antes da Lei Áurea – e a data foi instituída como sendo o Dia da Consciência Negra.
Censos do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que cerca de 60% da população brasileira é formada por pessoas da raça negra. Só que este percentual ainda figura nos piores indicadores da dignidade humana e ocupa 75% da camada mais pobre da população, ganhando apenas a metade da renda dos brancos. “Infelizmente, os números e a situação mostram que o povo negro ainda é escravizado, em pleno século 21”, afirma Luzia Aparecida do Nascimento, presidente da Unegro.
PROGRAMAÇÃO
A Semana da Consciência Negra em Rondonópolis terá sua abertura dia 20 de novembro, às 8h30min, seguida do Seminário da Unegro que abordará dois temas, sendo um no período da manhã e outro a tarde. A primeira palestra seguida de debate será com os professores Ronivalter Souza (PMR) e Antonio Luiz (UFMT), com o tema “a luta contra o racismo e a defesa da democracia”. A coordenação será da professora Cláudia Nascimento.
Ainda na parte da manhã acontece uma Roda de Conversa com o mesmo tema, com coordenação de Ronivalter Souza e tendo como debatedores o vereador Adonias Fernandes, o professor Antonio Luiz e a mestranda Francyslene Neves.
Na parte da tarde do dia 20 acontece a segunda Mesa Redonda, a partir das 14h, com o tema “as religiões de matriz africana: o combate a intolerância e ao racismo religioso”, com coordenação de Rosana Brito. Os palestrantes serão a jornalista Justina Fernandes Fiori e o advogado Tales Passos. Em seguida, roda de conversa com a participação de ialorixás e babalorixás convidados.
Ainda no dia 20, a partir das 21h, acontece o concurso para escolha da Beleza Negra 2017, tendo como local a praça da Vila Operária.
Outro grande evento da programação é o segundo Baile da Unegro, que acontece no dia 24 de novembro (sexta-feira) e vai homenagear personalidades da raça pelo seu destaque na vida e na sociedade. O local será o clube do Sispmur, no início da Rodovia do Peixe.
No dia 25, haverá o bazar beneficente da Unegro, em local a ser definido. No domingo, 26, o dia será de oficinas de Artes Cultura Negra, tendo como local o Casario. Haverá oficina de preparação de tranças e amarração de turbantes (Maria Creonice); de maquiagem (Maria Abadia); e oficina de capoeira com o mestre Carivaldo.
Além destas atividades, a direção da Unegro Pantanal Rondonópolis está organizando Feira de livros, com doação, troca e venda, no Centro Cultural Casario. Nos dias 20, 25 e 26, a intenção é fazer nas escolas mostra itinerante de livros sobre relações étnico-raciais.
A Unegro pretende ainda percorrer escolas do município no período de 21 a 24 de novembro para promover palestras sobre as raízes históricas e as tradições da Cultura Afro-Brasileira. A entidade convidou e conta com a participação dos membros do Conselho Municipal para a Igualdade Racial (Compir) e do Movimento Negro de Rondonópolis.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia