Por que corres?

Por que corres?
Se não alcanças nem o tempo presente.
Por que corres?
Se podes viver tudo intensamente.

Teu coração está triste?
Chora a dor sentida,
Pois tuas lágrimas
Molharão as sementes da vida.

Elas germinarão esperança,
Melhores dias viverás.
Não adianta correrdes,
A pressa é um zás-trás.

Reduza a velocidade.
Grande tu és,
Pequeno há de ser o mundo
Que virá a teus pés.

Lembre-se da vontade do Pai,
Que deu asas ao passarinho.
Entretanto te espera
No aconchego do ninho.

(*) Hermélio Silva é escritor e membro fundador da Academia Rondonopolitana de Letras, cadeira número 6

1 comentário

  1. Aires José Pereira

    Um belo expressar poético! Parabéns poeta pelo belo trabalho e pelo seu dia! Abraços literários!

    Aires José Pereira é membro da Academia de Letras de Araguaína e Norte Tocantinense na cadeira 22.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia