Cuide do seu coração

As coisas do coração são difíceis de serem ditas quando queremos guardá-las da vida aqui fora, não é mesmo? O ano vai acabando, escrever é renovar junto com os dias o que é preciso, o que somos e o que almejamos. Tem momentos de nossa existência que nós olhamos no espelho da alma e somos capazes de enxergamos o que por muito tempo permaneceu oculto dentro de nós, não sei dizer se isso é bom ou ruim, mas deve ser preciso para que possamos prosseguir limpos por dentro antes de apresentar para o mundo aqui fora apenas um corpo de momento. Viver é partir sofrendo durante o inverno, é amadurecer quando outono chegar, como dizia Lulu Santos “ a vida é mesmo assim “…
Vejamos: sabe aquela decepção que te trouxe esconderijos no seu coração? Ela não vai acabar apenas com o seu auto desejo, mas quando você tirá-la e colocá-la em outro lugar, no passado talvez, lá é lugar para dores e opressões. Sabe aquela roupa que você coloca na sexta-feira à noite para sair com os amigos? Ela esconde o seu corpo, mas o peso da sua alma é sentido conforme a tranquilidade do seu coração. Aquele peso que você carrega horas e horas na academia para prosseguir na vida com mais leveza na sua autoestima, não dura apenas por lá, aí você chega sozinho em casa e sente o peso da solidão que o coração coloca na sua balança da alma.
Quando não falamos do que o nosso coração sente fica mais difícil de nos conhecermos por dentro, coração também fala, grita e chora, é dele que vem o seu respirar do dia a dia. Não se iluda com a alto afirmação, por achar que não precisa disto ou daquilo, precisamos de tudo daquilo que a vida nos apresenta.
Se o seu coração tem batido sem saber que seu peito tem uma porta que ninguém vai atender, pode ser que daqui uns dias ele não bata mais e o silêncio de dentro é o pior dos silêncios. Nossas dores e ressentimentos poder advir decorrentes das nossas ansiedades e aflições, mas vale a pena seguir com a certeza de que os nossos olhos ainda não viram e que sequer aos nossos corações chegou aquilo que tem sido preparado. Pois é, isso é algo bom, fruto do amor e da graça. Tirar um tempo para contemplar à vida além dos prazeres, fechar os olhos e se enxergar por dentro, nos fazem seres melhores, fortes e vivos.
Maluquice? Sem dúvida! Prefiro a loucura que me faz experimentar o sabor da graça que é viver sem tantos porquês. Sobreviver não basta, eu quero revolução! Revolucione-se por dentro, cuide do seu coração, ame mais, ame outra vez, respire, calma aí, à vida é apenas um dia eterno que dura enquanto estiveres de olhos abertos e coração batendo. Desta vida não levamos nada, divida seu coração com alguém, deixe para ser carcereiro das suas dores quando elas não mais existirem, ou seja, no fim, que é logo ali. Viva, respire, você precisa de alguém e alguém precisa do seu coração.

(*) Renan Caldas é jornalista e estudante de direito em Rondonópolis

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia