Ler para que?

O ato de ler é uma prática de investigação e aquisição de conhecimento de captação de símbolos, sinais e informações. É um intercâmbio que possibilita relações intelectuais e proporciona a formação dos próprios conceitos e explicações sobre realidades vivenciadas individualmente. A leitura vem do latim lectura que significa efeito de ler, é uma prática que permite a captação de símbolos, sinais de informações, mas seu sentido vai muito além do que diz seus conceitos rotulados ao longo de seu contexto histórico.
A leitura é a permissão de acesso de informação do ser humano com o mundo através das letras. A leitura está presente em todas as fases da vida humana é um acontecimento que ocorre com tempo e gradativamente não é algo instantâneo.
Mas mesmo diante de grandes inovações que ler é algo que cause prazer e satisfação ainda existem muitas pessoas que relatam não ter paciência para ler um livro, jornal ou qualquer outro material, e isso acontece por falta de gosto e prazer. O Instituto Pró-Livro na segunda edição publicada em 2008 demonstra bem isso em sua pesquisa realizada no país os dados obtidos registram que 48% da população são não-leitores por não gostarem de ler e por desinteresse pela prática. Os dados ainda apresentam informações graves abordando que em cidades pequenas, ou seja, interior os habitantes são os que menos lêem e algumas cidades chegaram atingir 59% de pessoas que não gostam de ler.
A leitura nos dias contemporâneos é sobrevivência e não  mais um ato de distração  e vários suportes surgem para atender a todos com rapidez e precisão como CD’s, enciclopédias, livros eletrônicos entre outros suportes. O ato de ler ganha novos avanços despertando interesses do público.  Agora todos têm direito de ir para escola e de aprender a ler e a escrever e da-se o aparecimento também de centro de informação que oferecem materiais impresso gratuitamente a quem realmente quiser ler e aprender  escrever,  o nascimento  de bibliotecas públicas que permitem o leitor ter contato direto com livros, tem livre acesso a informação  e atinge todos, independente de sua classe social , cultural e econômica.
A leitura acontece nas praças, nos bosques em qualquer lugar e o acesso aos seus suportes estão cada vez mais viáveis ao leitor e ainda é importante citar iniciativas de pesquisadores, estudantes, professores, em realizar inúmeros projetos que estimulem alguém a ler, pois ler é na atualidade algo importante e essencial ao ser humano é alimento pra alma e enriquecimento da cultura; e poder ir aonde sequer, atravessar fronteiras através de histórias maravilhosas em qualquer idade e momento, basta se ter um material e um leitor.
A leitura tem que ter sentido e um determinado conceito o maior objetivo da leitura é entender, aprender e reter o que se lê e sua prática requer concentração e aprendizagem, ou seja, não importa o quanto se lê, mas como se lê é uma atividade que exige atenção, intenção, reflexão, espírito crítico, análise e síntese. Diante disso, é necessário que existam diferentes tipos de leituras para atingir os mais diferentes perfis de leitores, desde crianças até aos com mais idade.

(*) Renata da Penha Coelho Mata, Aridinar Alves Ferreira e Cleilta Vieira dos Santos Silva são professoras da Rede Municipal de Educação

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia