PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS
Governo define vencedor para construção do Ganha Tempo

A expectativa é que nas próximas semanas o governador Pedro Taques possa expedir a ordem de serviço para começo das obras

Em Rondonópolis, o Ganha Tempo será construído em parte do terreno da antiga rodoviária, no centro da cidade - Foto: Arquivo

Em Rondonópolis, o Ganha Tempo será construído em parte do terreno da antiga rodoviária, no centro da cidade – Foto: Arquivo

Mais uma etapa para implantação de uma unidade do “Ganha Tempo” em Rondonópolis foi concluída. Agora o Diário Oficial do Estado publicou a homologação do Consórcio Rio Verde Ganha Tempo como vencedor na concorrência pública para a expansão do Programa Ganha Tempo no interior do Estado, incluindo em Rondonópolis.
A Comissão Especial de Licitação negou provimento ao recurso apresentado pela empresa Shopping do Cidadão Serviços e Informática S.A. contra o Consórcio Rio Verde Ganha Tempo, mantendo inalterada a decisão de classificação referente à análise de proposta comercial.
A expectativa é que, em breve, o governador Pedro Taques possa expedir a ordem de serviço para o começo das obras. Em Rondonópolis, o Ganha Tempo, que presta diversos serviços públicos em único local, será construído em parte do terreno da antiga rodoviária, no centro da cidade. O processo de doação da área de 2.000 m² já foi concluído.
Segundo a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), o consórcio vencedor será o responsável pela gestão, operação e a manutenção de sete novas unidades do Ganha Tempo no Estado no modelo de concessão administrativa em Parceria Público Privada (PPP), pelo período de 15 anos. Após isso, a obra local passa a ser do Município de Rondonópolis.
Além de Rondonópolis, as novas unidades serão construídas em Cuiabá (região da grande Morada da Serra), Sinop, Cáceres, Barra do Garças, Lucas do Rio Verde e Várzea Grande. O prazo para implementação das sete novas unidades é de 12 meses, após a assinatura do contrato, que deve ser firmado nos próximos 30 dias.
Conforme a proposta, as novas unidades serão classificadas como grande, médio e pequeno porte, atendendo a demanda da população local. Somente Cuiabá, pela quantidade populacional, receberá o selo de grande porte. As unidades de médio porte serão construídas em Sinop, Cáceres, Rondonópolis e Várzea Grande. As construções de pequeno porte estarão em Lucas do Rio Verde e Barra do Garças.
A previsão é de que a carta de atendimento compreenda 104 serviços, ofertados por 21 parceiros, como Defensoria Pública, Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Correios, Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), além da própria Setas. Entre os serviços estão a emissão da carteira de identidade, pagamentos de contas, fotos 3×4, entre outros.
Conforme a Setas, o valor por atendimento a ser pago pelo Governo do Estado para o Consórcio Rio Verde é de R$ 13,30. Esse valor é multiplicado pela demanda de atendimentos nas sete unidades.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia