ESTACIONAMENTO ROTATIVO
Prefeitura sinaliza reajuste no Rotativo Rondon

O prefeito demonstrou concordar em repassar à empresa o índice referente a inflação dos últimos dois anos

Foto: Arquivo

Foto: Arquivo

O prefeito Zé Carlos do Pátio sinalizou para representantes de entidades ligadas ao comércio a concessão de reajuste no valor da hora estacionada no “Rotativo Rondon”, o estacionamento rotativo da região central de Rondonópolis. A posição foi repassada nesta semana durante reunião envolvendo Prefeitura de Rondonópolis, Rotativo Rondon, Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Sindicato do Comércio Varejista.
Atualmente, o valor da hora estacionada no “Rotativo Rondon” é R$ 2,20 para automóvel e R$ 1,00 para motocicleta. A empresa que administra o Rotativo Rondon fez ao Município o pedido de reajuste no valor da hora estacionada baseado nas garantias previstas nos documentos relativos à exploração da concessão do sistema. O prefeito, por sua vez, demonstrou concordar em repassar à empresa o índice referente a inflação dos últimos dois anos.
Os representantes das entidades do comércio defendem a manutenção do  estacionamento rotativo pago nas ruas da região central, com a solução das deficiências existentes. Inclusive, entidades como ACIR e CDL também lutaram fortemente pela implantação do sistema na cidade. A ACIR, que esteve representada por alguns diretores nessa reunião com o prefeito, repassou que uma pesquisa realizada pela entidade apontou que a maioria dos usuários concorda com a permanência do sistema.

Reunião realizada para discutir o estacionamento rotativo pago com a presença de  representantes do poder público, da classe empresarial e do Rotativo Rondon - Foto: Rafael Vicentini

Reunião realizada para discutir o estacionamento rotativo pago com a presença de representantes do poder público, da classe empresarial e do Rotativo Rondon – Foto: Rafael Vicentini

Os representantes das entidades do comércio não se opuseram ao reajuste para a empresa que explora o Rotativo Rondon, considerando que esse aumento já está previsto nos acordos oficiais firmados com a Prefeitura de Rondonópolis. A avaliação desses dirigentes do comércio é que seria um grande retrocesso para a cidade a extinção do Rotativo Rondon, uma vez que o sistema trouxe uma organização do estacionamento, liberando as vagas para quem realmente quer consumir.
Um dos representantes do Rotativo Rondon, por sua vez, reafirmou que o sistema vem operando com dificuldades em Rondonópolis, principalmente devido a grande evasão existente. Ele aponta, por exemplo, que muitos usuários não pagam pelo estacionamento e são notificados, havendo um prazo para regularização do débito. No entanto, mesmo não havendo a regularização dentro do prazo, as notificações encaminhadas à Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setrat) não estão tendo a lavratura das respectivas multas, gerando prejuízos para o sistema.
A empresa também cobra o fechamento do espaço da antiga rodoviária, no Centro, que tem servido de estacionamento gratuito nesta região da cidade, inviabilizando a aplicação dos serviços no setor, bem como pede uma maior fiscalização por parte da Setrat aos inadimplentes do serviço.

1 comentário

  1. Duas coisas: aumento de vagas para os idosos (o que existe é insuficiente) e que os grandes beneficiados são a ACIR e a CDL, de modo que ambas as entidades deveriam arcar com pagamento mensal ao Rotativo, e não somente pesar no bolso dos proprietários de carros e motos.Fica aí a sugestão e não adiante torcer o nariz, ACIR e CDL.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia