EXPOSUL
Pioneiro destaca documento que registra 1ª exposição

Enquanto Rondonópolis vive agora a 45ª Exposul, sociedade local recebia a primeira edição da feira em 1967

Elzio Borges Leal mostra exemplar do Jornal Social Democrata, de 1967 - Foto: Roberto Nunes/Jornal A TRIBUNA

Elzio Borges Leal mostra exemplar do Jornal Social Democrata, de 1967 – Foto: Roberto Nunes/Jornal A TRIBUNA

Após 50 anos, o pioneiro Elzio Borges Leal, que foi vice-prefeito do então prefeito Hélio Cavalcanti Garcia, guarda um documento histórico de setembro de 1967, no caso um exemplar do Jornal Social Democrata, de Cuiabá, que retrata a realização da 1ª Exposição Agropecuária e Industrial do Leste Mato-grossense (hoje a Exposul), no Parque de Exposição do então Leste Mato-grossense, ainda em Vila Operária.
Elzio Borges conta que a 1ª Exposição Agropecuária no Parque de Exposição em Vila Operária ocorreu dentro do mandato do então prefeito Helio Cavalcanti, que articulou a construção dessa estrutura própria para a festa. Apesar de ter passado 50 anos, a atual Exposul ainda está na sua 45ª edição (em alguns anos, não foi realizada). “Era uma feira simples, mas era gostosa”, avalia o pioneiro, que é farmacêutico aposentado.
A prevalência da exposição era na atividade da pecuária. Conforme Elzio, havia exposição de gado, da produção agrícola da região, de máquinas e equipamentos. Um dos pontos altos era a eleição da Rainha da Exposição. “Eu ajudei a organizar a 1ª Exposição fazendo parte da Comissão de Festa. Fui a São Paulo contratar uma dupla caipira para tocar na feira durante a semana inteira. Era tudo gratuito e a Prefeitura bancava o show”, recorda.

Exemplar do Jornal Social Democrata, de Cuiabá, retratou a realização da 1ª Exposição Agropecuária e Industrial do Leste Mato-grossense (hoje a Exposul) - Foto: Reprodução

Exemplar do Jornal Social Democrata, de Cuiabá, retratou a realização da 1ª Exposição Agropecuária e Industrial do Leste Mato-grossense (hoje a Exposul) – Foto: Reprodução

Dentro da simplicidade da estrutura, o pioneiro enfatiza que era uma festa muito animada. “Eram barracões cobertos de palha, com churrasco e bailão a partir das 22h. Havia venda de máquinas, tratores e animais. Era uma novidade”, informa ele, dizendo que vinha produtores de várias cidades da região. “Hoje mudou tudo. A exposição agora é mais comercial, tem que ter renda porque as despesas são grandes”, avalia.
Elzio fez ontem a doação do exemplar desse jornal que registra a primeira exposição no primeiro parque de exposições do município ao Jornal A TRIBUNA, passando a integrar seu arquivo. Ele fez a entrega pessoalmente ao diretor do A TRIBUNA, Samuel Logrado de Souza.
No registro do Social Democrata sobre a 1ª Exposição Agropecuária e Industrial do Leste Mato-grossense, ficou gravado para a posteridade o potencial de Rondonópolis e região desde aquela época. Suas páginas reportam a gestão do então governador Pedro Pedrossian, a influência política do acontecimento, a eleição da Rainha da feira, a força da produção de carne e leite, entre outros aspectos.
“Este Parque Feira, que estamos inaugurando, foi concluído em menos de cento e vinte dias. Ao lado, é o Ministério da Agricultura que está presente, construindo o que será mais um passo no apoio e no estímulo à nossa agricultura…”, consta no jornal da época como reprodução de um dos trechos da fala do então prefeito Helio Cavalcanti na cerimônia de instalação da primeira edição do evento.

1 comentário

  1. MUITO LEGAL! EU ESTAVA COM 16 ANOS, E TAMBÉM ESTAVA LÁ, QUE SAUDADE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia