PALMEIRAS
Cuca diz que permanência de Egídio está em discussão

Cuca disse que diretoria palmeirense discute a permanência de Egídio no clube - Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Cuca disse que diretoria palmeirense discute a permanência de Egídio no clube – Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Não foi apenas Fernando Prass que teve negociação de renovação divulgada pelo técnico Cuca em entrevista coletiva ontem (11). Segundo o treinador, a diretoria palmeirense também discute com Egídio a permanência do lateral-esquerdo no clube. O vínculo atual acaba em dezembro deste ano.
“Os dois (Fernando Prass e Egídio). Estão negociando, não sei em que pé estão. Mas estão negociando tem um tempo. Eu, presidente e o Alexandre reunimos, falamos do Fernando, do Egídio, e falamos: ‘Vamos renovar? Vamos renovar’. Estão sendo discutidos valores entre jogador e diretoria. De repente, estão em um número ideal, mas isso não é de agora. Já tem um tempo. Ainda bem”, disse o treinador.
Marcado por parte torcida após os erros contra Cruzeiro, na Copa do Brasil, e Barcelona de Guayaquil, na Libertadores, quando perdeu o pênalti decisivo, Egídio vem sendo defendido pelos palmeirenses na Academia de Futebol. Cuca já afirmou por diversas vezes que o atleta é o melhor da sua posição no elenco atualmente – os outros são Zé Roberto e Michel Bastos.
Egídio fez 92 jogos com a camisa do Palmeiras e pode atingir marca centenária ainda no Campeonato Brasileiro. O Verdão estreia no segundo turno da competição nacional amanhã (13), quando enfrenta o Vasco, às 15h, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).
ADVERTÊNCIA
O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou ontem o técnico Cuca e seu auxiliar Cuquinha, por infrações cometidas no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro. O treinador do Palmeiras foi apenas advertido, já assistente foi suspenso.
Cuquinha foi expulso de campo por arremessar a bola em Lucas Romero, quando o atleta ia cobrar um lateral. Ele foi suspenso por conduta desleal ou hostil. Já Cuca foi julgado e advertido por desrespeito à arbitragem ao declarar, segundo a súmula: “Vocês são caseiros, mais tarde a consciência de vocês vai pesar”.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia