RENDA
Valor Bruto da Produção de Mato Grosso cresce 1,4%

Produção de milho será de 29,5 milhões de toneladas, a maior quantidade produzida do cereal em Mato Grosso - Foto: Arquivo

Produção de milho será de 29,5 milhões de toneladas, a maior quantidade produzida do cereal em Mato Grosso – Foto: Arquivo

O Valor Bruto da Produção (VBP) de Mato Grosso saltou de R$ 60,97 bilhões para R$ 61,82 bilhões na terceira estimativa de 2017 feita pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). O avanço de 1,4% em relação à estimativa passada foi motivado por uma melhora no VBP da agricultura, que mesmo com a tendência de queda nos preços de comercialização, apresentou crescimento devido à previsão de maior produção das safras.
Em contrapartida, o VPB da pecuária apresentou queda de 2%, puxada principalmente pela bovinocultura de corte que teve quedas no abate e nos preços. As quedas foram ocasionadas pelas questões políticas e econômicas que atingem a cadeia da carne mato-grossense.
Segundo o gestor Técnico do Imea Ângelo Ozelame, o aumento anual do VPB da agricultura foi de 15,6% e isso ocorreu devido à elevação das safras, tanto de soja, como de milho e de outras culturas como o feijão e girassol. “A produção de milho, por exemplo, foi revisada e a nossa previsão é que seja de 29,5 milhões de toneladas, a maior quantidade produzida do cereal em Mato Grosso”, conta Ozelame.
O gestor salienta que embora o aumento do VBP seja positivo para a economia do estado ele não significa renda para o produtor. “Temos um aumento muito grande na produção, porém os preços estão muito próximos ou até abaixo do ponto de equilíbrio em algumas culturas. Dependendo da forma de comercialização e do custo, o produtor pode não ter lucro com a safra”, explica.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia