Imaginário

Amadeu Garrido - 29-07-16 foto
Desta terra e mares
Nossos papéis amassados
São lembranças de seus olhares
Sobre os nossos aterrissados

Onde estarão, parceiros da aventura,
Imaginamos, a todos, num jardim
A floresta os enche de ternura
À tarde é jasmim e o amor não tem fim

Não sentem saudades, são inconscientes
De todas as agruras deste mundo
Que imaginamos uno, quanto somos inocentes!

Absolutamente livres, de corpo e espírito,
O corpo é insensível, foi-se como partícula
A metafísica resistiu como o velho mito.

(*) Amadeu Roberto Garrido de Paula é advogado com uma ampla visão sobre política, economia, cenário sindical e assuntos internacionais

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia