PARCERIA NOS ESTADOS UNIDOS
MT e Iowa firmam acordo para estabelecer relações comerciais

Acordo voltado ao comércio, indústria e agricultura foi firmado ontem nos Estados Unidos

Acordo voltado ao comércio, indústria e agricultura foi firmado ontem nos Estados Unidos

Um acordo voltado ao comércio, indústria e agricultura foi firmado pelo governador de Mato Grosso, Pedro Taques, e pela vice-governadora de Iowa, Kim Reynolds, ontem (18.05), nos Estados Unidos. O documento propõe a exploração mútua, de forma que facilite as oportunidades de desenvolvimento econômico e promoção do investimento internacional.
Acompanhado de uma comitiva, o chefe do Executivo Estadual está cumprindo uma agenda de compromissos no país, em busca de novos investidores. “Dados os objetivos em comum, particularmente em áreas como o comércio, a agricultura e a indústria, entende-se que as principais áreas de interesse devam incluir, mas não se limitar. Ambos os Estados esperam a interação contínua, explorando várias oportunidades que nos permitam aos respectivos estados trazer melhores práticas que lhes tenham servido bem no passado”, diz trecho do acordo.
A vice-governadora de Iowa, Kim Reynolds destacou que tanto Mato Grosso como Iowa desenvolvem a atividade agrícola e têm uma base econômica parecida. “Estou honrada em receber o governador. Existem muitas oportunidades para os dois Estados, tanto comerciais como para exportação. Nós acreditamos que essa é uma grande oportunidade para continuar a construir similaridades em benefício de ambos”, afirmou a vice-governadora de Iowa, Kim Reynolds.
Nesta sexta-feira (19.05), Taques visitará a planta de etanol de milho e outras operações de valor agregado na cadeia do agronegócio e terá contato com líderes do setor de etanol para debater o impacto dos investimentos.
Além do governador, a comitiva de Mato Grosso aos Estados Unidos conta com o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomzcyk, e a reitora da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Ana di Renzo. Também acompanham a professora Zulema Netto Figueiredo (Unemat); Daniele Laurindo (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico – Sedec); Rita Chiletto (Assessoria Internacional); Marcela Gaiva (Assessoria Internacional); e o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde e produtor rural, Otaviano Pivetta.
UNEMAT – A comitiva mato-grossense conheceu na quarta-feira (17.05) o maior centro de pesquisas avançadas de cultura da DuPont Pioneer, na cidade de Des Moines, no estado americano de Iowa. Na ocasião, a empresa se colocou à disposição para abrir parceria com a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).
A reitora da Unemat, Ana Maria di Renzo, disse que foi possível ver a importância da pesquisa verticalizada para agregar valor direto a produção. “Isso mostra pra nós, enquanto Estado, a importância de ter aproximação com o produtor rural e com os financiamentos para que possamos evitar tantas perdas na produção como temos tido. Nisso a universidade tem o papel fundamental, nessa escuta das necessidades”, disse a reitora.
Para ela, ao abrir o diálogo com os produtores, a Unemat faz com que os pesquisadores foquem nas necessidades da produção local. “Até agora a gente não teve isso, cada um fez pesquisa de acordo com a sua vontade e não pode ser assim. Aí a universidade pode ajudar no melhoramento, temos melhoristas lá, mas também na questão de pragas, que em função das questões climáticas, só nós (Mato Grosso) temos, isso não vai ser de interesse de uma multinacional, mas nós temos condições de fazer isso”, afirmou.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia