FOTO DE CAMISOLA
Deputada Janaína Riva denuncia secretário à polícia

Parlamentar prestou queixa na Delegacia da Mulher. Foto dela de camisola foi compartilhada em grupos de WhatsApp no domingo após reportagem sobre grampos

Projeto é de autoria da deputada Janaína Riva

Janaína Riva: “o secretário usa uma foto pessoal minha, para justificar os grampos ilegais feitos pelo governo do estado contra mim e outros envolvidos”

A deputada estadual Janaina Riva (PMDB) registrou, anteontem, um boletim de ocorrência contra o secretário de Estado de Comunicação Kleber Lima. De acordo com a parlamentar, o jornalista compartilhou em redes sociais uma foto dela de camisola e a criticando pelo fato de reclamar privacidade sendo que ela mesma se expunha. O caso repercutiu após a veiculação de uma reportagem em que a parlamentar criticava o governo por estar envolvido em grampos ilegais contra adversários políticos, em que ela foi vítima.
A queixa foi registrada na Delegacia da Mulher de Cuiabá. Uma audiência entre as duas partes já teria sido marcada para o dia 2 de junho. Na imagem encaminhada em grupos de WhatsApp, em que a deputada aparece usando uma camisola, o secretário faz o seguinte comentário: “Quem iria invadir a privacidade da ilustre deputada, se ela mesma a faz.”
A deputada reagiu imediatamente e postou uma mensagem repudiando o ato. “[Estou] estarrecida com o machismo imposto. O secretário usa uma foto pessoal minha, para justificar os grampos ilegais feitos pelo governo do estado contra mim e outros envolvidos”, diz ela na postagem.
DESAGRAVO
Pelo mesmo fato, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho (PSB), assinou um ato de desagravo à postura do secretário e encaminhou o documento ao governador Pedro Taques. “É entendimento desta Casa de Leis que o secretário procedeu de modo indigno e incompatível com o cargo que ocupa quando divulgou através de mídias sociais, mais especificamente grupos de WhatsApp, post contendo foto íntima da deputada Janaína Riva”, diz trecho do ofício. Além disso, o presidente da Assembleia Legislativa exige um pedido formal de desculpas do secretário à deputada.
REUNIÃO NO TJ
Também ontem (16), os deputados de oposição ao governo de Pedro Taques tiveram uma reunião com o presidente do TJ e sugeriram que o magistrado determine uma correição em todas as varas criminais no Estado, nos processos e inquéritos policiais que tenham sido autorizada quebra de sigilo telefônico e interceptações. Participaram da reunião a deputada Janaina Riva e Silvano Amaral, ambos do PMDB, Allan Kardec e Valdir Barranco, ambos do PT e Zeca Viana (PDT).
“Analisei a situação dos grampos ilegais da qual fui vítima e acredito que existam vários outros processos com o mesmo modus operandi no Estado, que é o procedimento barriga de aluguel. Por isso, decidi procurar o Presidente do TJ, desembargador Rui Ramos, para sugerir a determinação de uma correição em todas as varas criminais no Estado, nos processos e inquéritos policiais que hajam deferimento de quebra de sigilo telefônico e determinação de interceptações. Somente assim o Judiciário poderá aferir a existência de licitude nos procedimentos e cessar ilegalidades, como as que ocorreram comigo”, justificou Janaina Riva em suas redes sociais.
OUTRO LADO
O secretário de Comunicação Kleber Lima disse em Cuiabá que, como a deputada judicializou o caso, somente irá se manifestar perante às autoridades competentes.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia