POLÊMICA COM FLAMENGUISTA
Argentino fala que Réver tentou enganá-lo e zagueiro nega

Réver elogiou elenco flamenguista

Réver negou a declaração feita por jogador argentino

O atacante Nicolás Blandi, do San Lorenzo, da Argentina, acusou na tarde de ontem (18) o zagueiro Réver, do Flamengo, de tentar combinar um resultado possivelmente favorável para as duas equipes na partida de anteontem (17), pela fase de grupos da Libertadores, na Argentina.
“Íamos nos inteirando sobre tudo o que estava acontecendo, mas no fim foram muitos gols juntos e estava um pouco confuso. Uma hora estávamos dentro, outra hora fora. Numa das últimas jogadas eu estava perto do capitão deles que me disse que o outro jogo estava empatado e que classificávamos os dois. Mas eu sabia que era mentira. Cinco minutos antes já tinham me avisado do banco que precisávamos de outro gol”, disse o jogador.
A assessoria de imprensa do Flamengo disse que Réver negou a declaração do atacante argentino. Posteriormente, o jogador se manifestou lamentando as declarações do adversário argentino.
“Lamento muito por sofrer uma acusação muito séria. Todos que me acompanham desde o início da minha carreira, sabem do meu caráter, da minha conduta e da minha ética profissional. Creio que se não agisse com correção e profissionalismo, não teria chegado a seleção brasileira, assim como, defendido grandes clubes, no Brasil e na Europa, sendo capitão de uma equipe campeã da Libertadores. Episódios como esse não fazem e nunca farão parte da minha história! Como capitão do Flamengo, tenho uma imensa responsabilidade e sempre a honrarei, entrando em campo para vencer, sempre, de forma limpa”, escreveu Réver.
Para que Flamengo e San Lorenzo se classificassem às oitavas de final com um empate, era preciso que Atlético Paranaense e a Universidad Católica, do Chile, empatassem, também.
Quando Flamengo e San Lorenzo empatavam em 1 a 1, Atlético Paranaense e Católica chegaram a estar empatados, também, mas logo o Furacão passou à frente novamente. Com o 3 a 2 para os visitantes no Chile, o Rubro-Negro avançaria com um empate na Argentina. A derrota tirou o time comandado por Zé Ricardo da Libertadores.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia