DIA DO EXÉRCITO
Respeito pela democracia é destacado em comemoração

Foto: Maria Anffe/assessoria

Foto: Maria Anffe/assessoria

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, participou, na manhã de ontem (19.04), da solenidade de comemoração ao Dia do Exército, realizada no 44º Batalhão de Infantaria Motorizada de Cuiabá (44º BIM). A cerimônia foi presidida pelo Comandante da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, general de Brigada Luiz Fernando Estorilho Baganha, e contou com a presença de autoridades civis e militares.
O evento começou com a apresentação da tropa, prosseguiu com a recitação da Oração do Guerreiro do Pantanal, e continuou com uma série de homenagens, como a feita por crianças assistidas pela Legião da Boa Vontade (LBV). Taques destacou o papel do Exército na manutenção da democracia. “É importante frisar o respeito do Exército pela democracia e pelos valores de igualdade, direito fundamental de todos os homens, direito este que se faz necessário à construção do Estado democrático e à dignidade da pessoa humana”.
O governador lembrou que na mesma data comemora-se o Dia do Índio. “Estes também lutaram, ao lado do Exército, em batalhas que acabaram por garantir nossa liberdade, como a de Guararapes, por terem reconhecido vigor, preparo e conhecimento do terreno onde se deram os confrontos”.
O general Baganha fez a leitura da ordem do dia, em que relembrou o episódio de Guararapes, que ‘revelou a gênese da nacionalidade do brasileiro, sagrado ideal que reúne brancos, índios e negros, conjurados livremente, para defender a pátria e expulsar o invasor estrangeiro’.
Destacou que, dessa união, da noção de pertencer à terra, da necessidade de proteger as pessoas, as famílias e as riquezas, ‘nascia uma Nação e, com ela, um Exército’. “Florescia a percepção de unidade em torno de um projeto, verdadeira força centrípeta capaz de garantir o amálgama que resultaria na integridade do território, na unidade nacional e no delineamento de rumos em direção a um destino de grandeza, prosperidade e felicidade para sua gente”, completou o general.
Continuando com a leitura da ordem do dia, ele disse que ‘não haveria maior exemplo do que esse para identificar um País que, com o passar do tempo, evoluiu em sua consciência para, apegado às suas raízes, acalentar o sonho de construir uma sociedade próspera e justa no novo mundo’.
“O Exército que emergiu em Guararapes nunca esteve distante desse conceito. Exército que é o mais puro e fiel retrato de seu povo. Exército que foi construído, com simplicidade e altivez, pelo exemplo de homens e mulheres oriundos de diversificadas camadas sociais. Exército de todas as raças, de glórias, desafios e sacrifícios”, salientou o comandante da 13ª Brigada. “Nossa Força Terrestre foi sempre a síntese da entrega total à pátria, participando, inicialmente com a Marinha e mais tarde também com a Força Aérea, nossas Forças coirmãs, dos mais importantes episódios da história do Brasil”.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia