SAFRA 2016/17
Colheita de soja quase encerrada; plantio do milho, finalizado

A expectativa é que o próximo boletim do Imea já acuse o encerramento total da colheita de soja no Estado

Números de uma supersafra, até o momento, vão se confirmando nas culturas de soja e milho no Estado

Números de uma supersafra, até o momento, vão se confirmando nas culturas de soja e milho no Estado

A colheita da safra 2016/2017 de soja em Mato Grosso está quase chegando ao fim. Segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), divulgado ontem (31/3), foram colhidos até então 98,7% do total de 9,3 milhões de hectares plantados na safra. Já o plantio do milho safrinha está 100% efetivado no Estado.
Nos últimos sete dias, houve um avanço de apenas de 1,63 ponto percentual no processo de colheita da soja em Mato Grosso. Mesmo assim, os trabalhos seguem mais adiantados em relação ao ano passado, quando no mesmo período haviam sido colhidos 95,2% da área total. A expectativa é que o próximo boletim do Imea já acuse o encerramento total da colheita da oleaginosa no Estado.
Entre as regiões que já concluíram a colheita estão a Oeste (1,1 milhão de hectares) e a Centro-Sul (700 mil hectares). As regiões Norte (279 mil hectares), Médio-Norte (3,1 milhões de hectares) e Noroeste (609 mil hectares) já colheram mais de 99% da área total semeada. A região Sudeste (1,9 milhão de hectares) chegou a 98,9% de colheita. A região Nordeste (1,5 milhão de hectares) seguia com apenas 94,25% de área colhida.
MILHO – O plantio de milho em Mato Grosso foi finalizado nesta semana, em uma área de 4,570 milhões de hectares. Segundo previsões da Somar, que atua na área de meteorologia, são esperados bons volumes de chuvas para os próximos meses, estando acima do que foi visto no mesmo período de 2016 para grande parte das regiões.
Conforme o Imea, se concretizadas, “as previsões podem refletir positivamente na produtividade e o produtor pode se deparar com um cenário bem diferente do que foi visto na safra 15/16”. Com isso, estima uma produtividade da ordem de 96,6 sacas por hectare, representando uma variação positiva de 30,25% sobre o ano anterior, o que resultará em uma produção de 26,5 milhões de toneladas.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia