Qualidade em xeque

A qualidade das carnes dos frigoríficos brasileiros foi posta em xeque com as revelações trazidas pela Operação Carne Fraca, desencadeada pela Polícia Federal contra fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e contra grandes empresas do setor. A sociedade brasileira ficou abismada com as denúncias de práticas criminosas para comercialização/produção de carnes e do pagamento de suborno a servidores públicos por grandes empresas.
Impressionante que a cada dia a sociedade brasileira se depara com um novo escândalo de corrupção, reforçando a crise moral e ética enraizada no País. De um lado, temos fiscais que, como diz o nome da operação, demonstram a fragilidade moral de profissionais que deveriam zelar e fiscalizar a qualidade dos alimentos fornecidos a população. De outro lado, temos frigoríficos que ignoram a segurança alimentar e a saúde pública em nome do lucro acima de tudo.
Além de um crime contra a saúde coletiva, a situação se caracteriza como um crime contra a economia, considerando os possíveis reflexos das denúncias no mercado internacional da carne, especialmente com venda para outros países. Uma preocupação é que o País possa enfrentar cancelamento de compras no mercado internacional e redução de preços, o que é ruim para a economia em um momento já de crise econômica.
Diante de tantas informações propaladas a partir da operação Carne Fraca, no entanto, é preciso cautela para não misturar todo mundo “no mesmo bolo”, ou então, generalizar situações pontuais ou específicas a um único estabelecimento. Assim, espera-se a devida apuração de todos os fatos relacionados à operação, assim como responsabilidade na sua divulgação, de modo que seja realizada com o devido cuidado para esclarecer a opinião pública sobre o grau/proporção das diversas irregularidades identificadas.
A sociedade precisa saber com clareza o grau de envolvimento de cada frigorífico denunciado com práticas de adulteração de produtos, até para não gerar alardes desmedidos e que venham prejudicar todas empresas do setor. Contudo, pelo que a polícia expôs até agora, as denúncias são sérias e precisam ser apuradas até o fim, com a devida responsabilização dos envolvidos. Além disso, deve ser o caminho para que uma grande operação sanitária seja desencadeada em todo o segmento nacional.
Infelizmente, a Operação Carne Fraca confirma que a corrupção assume proporções que extrapolam as fronteiras políticas, estando no meio dos mais variados setores, como do funcionalismo público e o empresarial. Essa triste realidade é um alerta de que o Brasil precisa de mudanças em todos os sentidos!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia