Fim da calmaria
Polícia registra 3 homicídios em menos de 24 horas

Dois homens foram baleados em bar na Vila Mariana, um deles morreu na hora

Dois homens foram baleados em bar na Vila Mariana, um deles morreu na hora

Após uma calmaria de 25 dias sem registros de homicídios, a cidade de Rondonópolis voltou a registrar mortes violentas, sendo três casos em menos de 24 horas. O primeiro deles, já noticiado na edição de ontem (16) do A TRIBUNA, foi a morte de Pedro Gabriel Souza Lima (20), após ter sido baleado ao tentar assaltar um policial militar (PM), no bairro Jardim Gramado.
Na madrugada de ontem, duas pessoas foram baleadas em um bar na Vila Mariana, na região da Vila Operária, sendo que uma delas morreu no local e outra no Hospital Regional. As vítimas foram identificadas como Gonçalo Alves de Barros (41) e Neuton Oliveira Brito (25).
Conforme as informações repassadas à polícia por populares, dois indivíduos chegaram ao local em uma motocicleta de cor vermelha, aproximaram-se das vítimas e começaram a atirar. Gonçalo foi atingido por oito disparos, sendo três na cabeça, e morreu na hora. Já Neuton levou um tiro na região do tórax, foi socorrido em estado grave pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), morrendo no Hospital Regional.
No local do crime, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) encontrou cápsulas de pistola calibre .380. Em relato à polícia, familiares de Gonçalo informaram que o mesmo estaria sendo ameaçado por um homem que saiu recentemente da penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa (Mata Grande), mas o motivo da ameaça não foi revelado.
Já quanto a vítima Neuton, ainda não há informações sobre a motivação do ato, mas a família acredita que ele, que estava no bar, foi vítima de uma bala perdida. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Rondonópolis, localizada na Vila Operária.

1 comentário

  1. A segurança pública no país está FALIDA e outros segmentos como saúde e educação, trabalho devido a roubalheira de políticos e empreiteiros, que conseguiram deixar o país nocauteado.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia