EM NOVO AMBIENTE
Para Eduardo, ser técnico do Palmeiras é o maior desafio de sua carreira

Eduardo Baptista é filho de Nelsinho, que comandou o Palmeiras na década de 1990

Eduardo Baptista é filho de Nelsinho, que comandou o Palmeiras na década de 1990

Responsável por comandar o atual campeão brasileiro, Eduardo Baptista classifica a empreitada no Palmeiras como o maior desafio da carreira. Em sua apresentação, ele relatou o orgulho do pai Nelsinho, que passou pelo clube nos anos 1990.
“O convite do Palmeiras foi um negócio inusitado. Quando o (diretor de futebol) Alexandre Mattos me ligou perguntando se queria vir, respondi: ‘Que horas devo chegar?’ Pouco depois, estávamos em São Paulo e acertamos de maneira rápida”, contou. “É o grande desafio da minha vida”, resumiu o técnico, que estava na Ponte Preta.
Durante aproximadamente dez anos, Eduardo Baptista trabalhou nas comissões técnicas chefiadas por Nelsinho, campeão brasileiro pelo Corinthians em 1990 e paulista pelo São Paulo em 1998. Atual técnico do Vissel Kobe, do Japão, o pai ficou satisfeito com o acerto do filho com o Palmeiras.
“Meu pai é meu confidente, a pessoa que está do meu lado nas horas boas e ruins, desde os primeiros dias. Ficou muito feliz e orgulhoso por eu ter sido escolhido pelo campeão brasileiro. Pediu tranquilidade, deu confiança e espera que eu seja vencedor aqui”, contou Eduardo.
Nelsinho dirigiu o Palmeiras em 80 partidas de junho de 1991 a agosto de 1992 (42 vitórias, 18 empates e 20 derrotas) e não conquistou títulos. Durante sua gestão, ele acompanhou o início da Era Parmalat e, de forma polêmica, afastou quatro jogadores, entre eles o centroavante Evair. Nos últimos anos, vem atuando no futebol japonês.
“É o responsável por eu estar aqui. Foi a primeira pessoa a dizer que eu tinha perfil de técnico e me mandou estudar. O futebol japonês é diferente, então trocamos poucas informações. O grande legado que trago dele é a conduta ética e moral”, contou Eduardo.
O elenco palmeirense se apresenta ao novo comandante na próxima terça-feira (10) e no dia 21 de janeiro enfrenta a Chapecoense em um amistoso de caráter beneficente marcado para a Arena Condá, em Chapecó (SC). A estreia no Campeonato Paulista, em 5 de fevereiro, será contra o Botafogo, de São Paulo, no Palestra Itália.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia