“SEM DIÁLOGO”
Indicação de Mutum está sendo encarada com rejeição pelo PSD

Carlos Naves, presidente estadual do PSD: “politica moderna se faz pautada no diálogo e na discussão com os demais filiados do partido e não como era feita no passado” - Foto: Arquivo

Carlos Naves, presidente estadual do PSD: “politica moderna se faz pautada no diálogo e na discussão com os demais filiados do partido e não como era feita no passado” – Foto: Arquivo

A indicação do ex-vereador Miltom Mutum (PSD) como secretário de Desenvolvimento Econômico na atual gestão do prefeito José Carlos do Pátio (SD) está sendo vista com rejeição por militantes do Partido Social Democrático. A informação foi repassada ontem pelo vice-presidente estadual do PSD, o advogado Carlos Naves de Resende.
“A politica moderna se faz pautada no diálogo e na discussão com os demais filiados do partido e não como era feita no passado, pelos coronéis da política. Agora hoje, em pleno o século 21, isso parece se repetir, pois a indicação do ex-vereador para a pasta o Desenvolvimento Econômico foi feita pelo ex-prefeito de Itiquira e hoje deputado estadual Nininho (PSD) e abonada pelo deputado federal Adilton Sachetti (PSB), sem consultar as bases do partido. Para os filiados do PSD, a indicação sem uma prévia discussão foi uma afronta ao grupo. Não temos nada contra o nome de Mutum, mas outros nomes também poderiam ocupar este espaço, como os ex-vereadores Ibrahim Zaher e Olímpio Alvis dentre outros”, disse Carlos Naves.
Na avaliação do vice-presidente do PSD, o secretário Mutum poderá se tornar um corpo estranho dentro da nova gestão municipal, haja vista acontecimentos que ocorreram nas definições de candidaturas das eleições municipais de outubro do ano passado. “O ex-vereador Milton Mutum foi contra o PSB, que estava no grupo com o PSD, para indicarmos o vice-prefeito do Partido Solidariedade. Ele trabalhou contra o partido do prefeito e agora está fazendo parte da gestão. Isto é uma incoerência política”, ressaltou o vice-presidente estadual do PSD.
De acordo com Carlos Naves, logo após o anúncio de Mutum para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, os militantes do PSD começaram a reclamar da indicação de forma antidemocrática. “Para a sociedade e nossos militantes tem que ficar bem claro o esclarecimento de que esta indicação não é partidária, mas sim de pessoas que estão usando a prática coronelista do passado para tomar decisões que deveriam ser democrática e partidária”, ressaltou.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia