Cidade vive um boom de loteamentos/condomínios

Vista do lago em construção do condomínio fechado Royal Boulevard do Cerrado: investimento da ordem de R$ 30 milhões - Foto: A TRIBUNA

Vista do lago em construção do condomínio fechado Royal Boulevard do Cerrado: investimento da ordem de R$ 30 milhões – Foto: A TRIBUNA

O que mais chama atenção no município atualmente são os projetos e lançamentos no setor imobiliário. Para se ter uma ideia, a Secretaria Municipal de Habitação e Urbanismo informa que são 23 loteamentos/residenciais privados aprovados na atual gestão, além de outros 12 loteamentos/residenciais em fase de aprovação junto à Prefeitura, totalizando 34 empreendimentos no setor e milhares de lotes/residências. Entre aqueles já aprovados, os empreendimentos imobiliários estão nas mais variadas fases: uns em começo de implantação da estrutura, outros sendo finalizados esta parte e outros prontos para construir ou morar.
O secretário municipal de Habitação, Roberto Carlos de Carvalho, analisa que os empreendimentos no setor imobiliário promovem um grande ciclo virtuoso, seja com obras de infraestrutura, contratação de profissionais, fim das áreas para especulação imobiliária, aumento da arrecadação de impostos, crescimento nas vendas de materiais de construção, entre outros. Nesse cenário, ele atesta que, assim que uma fase acaba, outra começa a ser beneficiada. Um exemplo disso são os loteamentos que estão começando a ser liberados para construção, os quais devem fomentar agora os projetos construtivos e as vendas de materiais de construção.
Uma das regiões que mais vem recebendo novos loteamentos em Rondonópolis é a do Anel Viário. Somente nesta região, entre projetos em fase de aprovação, implantação ou prontos para morar, são um total de seis empreendimentos. Um deles é o condomínio fechado horizontal de luxo Royal Boulevard do Cerrado, que está investindo no empreendimento, junto ao Anel Viário, em torno de R$ 30 milhões. Apesar de ser um empreendimento de alto padrão, o empresário Fábio Fonseca atesta que 80% dos lotes foram vendidos no lançamento.
Após o sucesso do Royal Boulevard do Cerrado, Fábio Fonseca adiantou ao Jornal A TRIBUNA que o grupo lançará o seu terceiro condomínio fechado horizontal de luxo na cidade: agora em uma área entre a UFMT e o parque de exposições. Saindo da região do Anel Viário, uma região que desponta como nova promessa no setor imobiliário é a da nova Avenida Beira Rio e da área destinada ao futuro Parque da Seriema. Nessa região, por exemplo, já começou a implementação do condomínio Villa Toscana e está em fase de aprovação um grande loteamento, ainda sem nome oficializado, entre a Beira Rio e o córrego Lourencinho.

Construtora Engesul ergue atualmente o seu 4º prédio em Rondonópolis, com grande aceitação no mercado - Foto: A TRIBUNA

Construtora Engesul ergue atualmente o seu 4º prédio em Rondonópolis, com grande aceitação no mercado – Foto: A TRIBUNA

Mas não são apenas os empreendimentos residenciais horizontais que fazem sucesso na cidade. Basta olhar para o alto para ver que os prédios de apartamentos são uma tendência sem volta em Rondonópolis. Hoje são pelo menos sete prédios de grande porte em construção na cidade, sem contar prédios menores. Acompanhando a construtora Salas, já consolidada nesse segmento de prédios de apartamentos, outras construtoras estão crescendo e apostando em investimentos mais robustos nessa área de edifícios no município. Atuando desde 1989, a construtora Engesul ergue atualmente o seu 4º prédio em Rondonópolis, o edifício Caravaggio, próximo ao Shopping, com apartamentos de 185 m² e o único na cidade com elevadores panorâmicos.
O empresário Clodocir Leiva explicou ao Jornal A TRIBUNA que, inicialmente, atuava na construção de casas e, diante do crescimento da cidade, decidiu atuar no ramo de prédios de apartamentos. Ele repassa que o prédio em construção atualmente, com 15 andares de apartamentos, já está com 90% das unidades vendidas. A entrega do empreendimento está prevista o final de 2017 e as últimas unidades estão sendo comercializadas. Conforme Clodocir, a moradia em apartamento representa hoje maior segurança, o que está sendo muito valorizado. Nesse mercado promissor, antecipa que a Engesul já tem um novo prédio, também com 15 andares de apartamentos, para ser lançado no ano que vem, agora na região do Sagrada Família.
Uma prova da aceitação desse mercado está no lançamento do primeiro prédio de alto padrão de Rondonópolis, junto à Avenida Governador Júlio Campos, no Residencial Sagrada Família. O Gran Lux será também o primeiro prédio com mais de 30 andares em Rondonópolis. A construtora prefere não falar os valores a serem investidos no empreendimento, mas, na atualidade, é o que receberá o maior aporte de recursos na cidade. A empresa que ergue o Gran Lux diz que, apesar do desafio, a aceitação do mercado está dentro do esperado e que quase metade dos apartamentos já estão vendidos, sendo que o prazo de entrega é para junho de 2020.

Hoje são 23 loteamentos/residenciais privados aprovados na atual gestão, além de outros 12 loteamentos/residenciais em fase de aprovação junto à Prefeitura - Foto: A TRIBUNA

Hoje são 23 loteamentos/residenciais privados aprovados na atual gestão, além de outros 12 loteamentos/residenciais em fase de aprovação junto à Prefeitura – Foto: A TRIBUNA

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia