Desistir pra quê?

Raimundo Soares - 06-05-15Alguma vez você já sentiu uma vontade terrível de abandonar todos os seus sonhos? Se sua resposta for: sim. Calma! Isso é natural, pois, quem nunca teve essa experiência ainda não está suficientemente maduro para entender muitas coisas sobre a vida. Talvez, você já teve essa experiência. Quem sabe, você esteja vivendo assim. O importante é que você saiba olhar para essas circunstancias naturais da vida com olhares positivos, por exemplo: Em vez de murmurar e fazer sua vida se movimentar em círculos melancólicos, pense: por que vou desistir no melhor momento de aprendizado da minha vida? Isso mesmo! Desistir pra quê?
Em conversa informal com um amigo “Mario Willian”, descobri que compactuamos da mesma ideia: Deus, na sua grandeza e magnificência é capaz de nos ajudar em tudo o que pedimos e precisamos. Entretanto, Ele não deve ser visto como um amiguinho motivacional disponível a qualquer hora, ou como um robozinho sempre repetindo frases de vitórias como “você vai vencer, não desista, insista, persista”.
Ele é muito mais que isto e quer que sejamos ousados a ponto de ir e tirar a maçã do pé e não sentar embaixo da árvore, esperando esta cair em nossas mãos. Não basta somente crer, é preciso ser, fazer, agir. Creio que Deus, não é um Deus de barganha, mas de valores reais que preza o esforço de cada um na busca constante de melhores coisas pra vida tais como estudo, carreira, sonhos e conquistas. Está escrito: “Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. Lucas 11-10”. Ou seja: mexa-se! Vá à luta.
Precisamos ser pessoas com visões centradas no que queremos alcançar, com o olhar fixo para frente. Existem alguns bons exemplos na Bíblia que devemos considerar: MOISÉS, mesmo com tanta resistência e poderio do faraó, não desistiu de tirar o povo do Egito, sabia que Deus era com ele. JOSUÉ foi forte e guerreiro na conquista da terra de Canaã, apesar dos exércitos numerosos dos inimigos. Dos 32 mil guerreiros que estavam com GIDEÃO, ficaram apenas 300 homens. Os tímidos e medrosos ficaram para trás. SALOMÃO disse: Coloca teus planos nas mãos do Senhor e eles darão certo. Por fim, JESUS falou: No mundo passareis por muitas dificuldades e adversidades, mas, tende bom ânimo, eu venci o mundo. Em nenhum momento Ele prometeu moleza, mas, disse que ficaria sempre ao nosso lado para nos ajudar em tempo oportuno.
Você já parou pra pensar em quantas pessoas se apoiam em motivações espetaculares para enfrentar seus desafios e se tornarem homens e mulheres bem sucedidos? No Brasil, um dos autores de inspiração tem sido Augusto Jorge Cury. Médico, psiquiatra, psicoterapeuta, doutor em psicanálise, professor, escritor brasileiro.
Segundo estatísticas, seus livros já venderam mais de 25 milhões de exemplares somente no Brasil, com publicações em mais de 70 países. A verdade, é que não basta apenas ler um livro de autoajuda, assistir um filme ou uma palestra motivacional para ter sucesso na vida. Isto pode até ser importante, mas, é preciso uma mudança interna de atitudes tais como; rever suas propostas, reconsiderar suas metas, traçar seus planos e o que você está fazendo para alcançá-los. Assim, com FÉ, FOCO e FORÇA é possível chegar lá.
Uma coisa é certa, se formos dar ouvidos a tudo o que as pessoas dizem ou acham e as conclusões que fazem, na maioria das vezes precipitadamente sobre os próprios olhares por causa de falas, pensamentos e sentimentos, deixamos de viver, e o que Deus realmente vê em nós, sucumbe às incertezas que não deveriam existir, pois, somos fortes, sim, vencedores. Mas, acredite, sempre tem algo bom em cada coisa que nos acontece, a gente cresce e descobre que todo dia é um novo dia para recomeçar e que Deus é maior que tudo e todos.
Por fim, não desista! Não desista por causa de uma doença, de uma decepção, de uma desilusão, de uma invalidez qualquer, de uma simples derrota. Não desista por palavras pessimistas, traiçoeiras e desencorajadoras ou por simplesmente achar que não é capaz. Nunca desista sem ter tentado por diversas vezes e com todas as possibilidades disponíveis. Aconteça o que acontecer, nunca perca de vista a sua visão e por mais difícil que pareça, mantenha-se sempre firme, pois quem desistiu ao longo da jornada, rendeu-se às suas fraquezas aos seus medos e incertezas e o fizeram cair no poço da infelicidade e o enterraram na cova da invalidez. DESISTIR pra quê?

(*) Raimundo Soares de Andrade é formado em música pela UFPR, Curitiba PR – E-mail: prrsoares@hotmail.com

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia