MT-040
Observatório Social quer saber porque as obras estão paradas

Observatório Social de Rondonópolis quer saber porque as obras de conclusão da MT-040 estão paradas

Observatório Social de Rondonópolis quer saber porque as obras de conclusão da MT-040 estão paradas

O Observatório Social de Rondonópolis (OSR) solicitou à ouvidoria do Governo do Estado de Mato Grosso os seguintes documentos referentes às obras da MT-040: cópias dos contratos firmados com as empresas vencedoras da concorrência pública nº 30/2008, o cronograma de execução das obras, relação dos pagamentos efetuados até a presente data e motivo pelo qual as obras estão paralisadas.
A presidente do Observatório, Shirlei Sandim, explica que os documentos foram solicitados para esclarecer o impasse que existe e que levou à paralisação das obras, sendo necessário observar se estão de acordo com as determinações contratuais. Caso seja observado descumprimento, em evidente prejuízo à população, com a documentação em mãos e em conjunto com a sociedade civil organizada, serão tomadas as medidas legais pertinentes para garantir a boa aplicação do dinheiro público.
“A rodovia estadual ligando Rondonópolis à Cuiabá por meio do Pantanal é uma necessidade, pois servirá de alternativa para desafogar o trânsito da BR-364, promovendo maior segurança para aqueles que necessitam transitar pela região. Entretanto, as obras estão paradas e precisamos de uma garantia de quando o serviço será concretizado”, ressalta Shirlei Sandim.
A ouvidoria tem o prazo legal de 20 dias para enviar resposta ao Observatório e com esses documentos em mãos, a diretoria do OSR irá avaliar o material e definir a melhor forma de acompanhamento da situação da MT-040.
“É preciso garantir ao cidadão a transparência na aplicação dos recursos da conclusão da MT-040 e entender por que as obras estão paradas, o OSR vai trabalhar para esclarecer essas questões”, finaliza a presidente.

1 comentário

  1. Praticamente nada funciona no Estado devido a incompetência do governo estadual, sendo o pior governo de todos os tempos.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia