POLÍTICA
Encontro com os presidenciáveis na CNA é avaliado positivamente

Encontro com os presidenciáveis foi realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), na sede da entidade, em Brasília-DF

Encontro com os presidenciáveis foi realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), na sede da entidade, em Brasília-DF

O presidente interino da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral, participou nesta semana do encontro com os presidenciáveis, realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), na sede da entidade, em Brasília-DF. O evento reuniu os três principais candidatos à Presidência da República: Eduardo Campos (PSB), Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), que receberam oficialmente o documento “O que esperamos do Próximo Presidente  2015-2018”, com as demandas do setor.
Na avaliação de Normando Corral, o evento foi produtivo por apresentar as principais mensagens de cada candidato em relação ao agronegócio brasileiro. “O evento foi excelente. A CNA está de parabéns pela atitude de trazer os três principais candidatos à presidência da República para dialogar com o setor. Estamos, inclusive, preparando um evento no mesmo formato em Mato Grosso, com a participação dos principais candidatos ao Governo do Estado”, concluiu.
Segundo Corral, o candidato Eduardo Campos foi o que apresentou a melhor retórica durante a apresentação, embora o setor produtivo, veja a candidata à vice-presidência, Marina Silva, com desconfiança.
O candidato Aécio Neves demonstrou dar importância à agropecuária, quando chegou acompanhado de assessores de peso, “dois dos melhores ministros que já passaram pelo Ministério da Agricultura. Trata-se da chancela de pessoas experientes que conhecem nossa área”, avalia o presidente em exercício da Famato.  Para Corral, a presidenta e candidata à reeleição Dilma Rousseff decepcionou.
Corral pontuou ainda a necessidade de os eleitores se atentarem para o perfil de cada candidato. “A gente tem que ver o que eles fizeram nos cargos que já ocuparam em seus Estados e se atentar para a ideologia do partido de cada um. Quanto às propostas, todos os três sabem dos problemas que afligem o Brasil, principalmente no setor da agricultura e pecuária. Eles sabem o que precisam fazer, resta saber se farão”, enfatizou.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia