Atrasos marcam obras dos estádios da Copa no Brasil

A Arena Pantanal, em Cuiabá, deve ser entregue em fevereiro

A Arena Pantanal, em Cuiabá, deve ser entregue em fevereiro

O iminente atraso na entrega das obras dos estádios começou a se tornar realidade a seis meses da Copa do Mundo 2014. Três obras serão oficialmente entregues nos primeiros meses de 2014: Arena Pantanal, Arena Amazônia e Itaquerão. A Arena da Baixada, por sua vez, está a 15 pontos percentuais da conclusão e também deve ser finalizada no ano que vem.
A apenas 18 dias do término do prazo de conclusão previsto pela Fifa, Beira-Rio e Arena das Dunas têm as obras mais adiantadas entre os seis estádios em construção. Os índices de execução das últimas seis arenas estão entre 85% (Arena da Baixada) e 97% (Arena das Dunas). A maior frente de trabalho em execução em cinco delas é a montagem da cobertura. A exceção é a Arena das Dunas. No local, as 20 peças da estrutura já estão instaladas. Os trabalhos, agora, concentram-se na colocação dos assentos temporários.
A Arena Pantanal e a Arena Amazônia são os estádios há mais tempo em execução. Em Cuiabá, as obras foram iniciadas em maio de 2010. Em Manaus, os trabalhos começaram em junho do mesmo ano. Já a reforma do Beira-Rio e da Arena da Baixada tiveram início após o término das temporadas 2010 e 2011, respectivamente. O estádio do Internacional, depois, passou dez meses sem obras, devido às exigências da Fifa em relação à construtora.
Em São Paulo, os trabalhos no Itaquerão começaram no dia 30 de maio de 2011. Já a construção da Arena das Dunas começou com pelo menos um ano de atraso, em agosto de 2011. As obras do estádio potiguar, contudo, atingiram a melhor média mensal de execução nos últimos 27 meses.
O cenário de atrasos já havia ocorrido nas primeiras seis obras dos estádios da Copa 2014. Na ocasião, apenas o Castelão e o Mineirão foram entregues no prazo (dezembro de 2012). A Fonte Nova e o Maracanã foram concluídos em abril deste ano. No mês seguinte, a menos de um mês da Copa das Confederações, o Mané Garrincha e a Arena da Baixada ficaram prontas.
ARENA AMAZÔNIA (92,83%)
De acordo com a Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP), a entrega do estádio ocorrerá na segunda quinzena de janeiro. Além da instalação da cobertura, está em andamento a colocação dos assentos, o acabamento dos camarotes. esta semana, também foram iniciados os serviços de colocação dos dois telões. As próximas etapas da obras estão ligadas ao entorno do estádio.
ARENA DA BAIXADA (85,5%)
O estádio do Atlético-PR tem as obras mais atrasadas da Copa. As duas vigas principais da cobertura estão concluídas. Os trabalhos se concentram na montagem das estruturas secundárias, que são perpendiculares às principais. A fixação das cadeiras do estádio foi iniciada com os serviços de furação. O trabalho está sendo executado na arquibancada superior. A Arena da Baixada é o único estádio sem atividades ligadas ao plantio do gramado,
ARENA DAS DUNAS (97%)
Na quinta-feira, Ricardo Trade, diretor do Comitê Organizador Local (COL), confirmou que o estádio de Natal será entregue até o fim deste mês. A cobertura está praticamente pronta. O mesmo ocorre com a montagem das cadeiras e os serviços de acabamento.
ARENA PANTANAL (87%)
Em Cuiabá, a última peça metálica da cobertura foi instalada no último domingo. No total, 26 peças foram içadas no local. Os setores leste e oeste irão receber o telhado metálico. A etapa já está adiantada nas partes sul e norte. O estádio deve ser entregue em fevereiro.
BEIRA-RIO (92%)
Após a conclusão da montagem das 65 estruturas da cobertura, a Andrade Gutierrez, construtora responsável pelas obras, deu início à colocação das membranas. Até agora, 31 folhas metálicas estão cobertas pelo material. A instalação das cadeiras e a construção do edifício-garagem seguem em execução no local. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos no prazo estipulado pela Fifa.
ITAQUERÃO (94%)
O estádio de abertura tinha a obra mais adiantada quando ocorreu a queda do guindaste responsável pelo içamento dos módulos da cobertura. A remoção do equipamento ocorrerá até o dia 15 de janeiro. A entrega do estádio está prevista para o dia 15 de abril. A última peça da cobertura – localizada no setor norte -, será instalada até a metade de fevereiro. O estádio já recebeu metade dos 48 mil assentos das arquibancadas. As cadeiras provisórias serão montadas após a conclusão da cobertura.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia