Três pessoas de uma mesma família morrem em acidente

Três pessoas de uma mesma família, entre elas duas crianças, perderam a vida em um trágico acidente envolvendo uma caminhonete S-10 e um veículo Gol, ocorrido por  volta das  17  horas de domingo (28), no  km 20 da MT-130, saída  para  Poxoréu. As três vítimas fatais estavam na caminhonete com mais cinco pessoas da mesma família que, até a noite de ontem, ainda estavam internadas no Hospital Regional de Rondonópolis e não corriam risco de morte.
As três pessoas que morreram no acidente foram identificadas como Rosilma Marques Ourives, 31 anos e sua filha Maria Luiza Marques Ourives, 4 anos, além de outra criança identificada como Deborah Trycia Ourives Coimbra, de um ano e três meses, que vinha da cidade de Primavera do Leste passar uns dias com o avô, que estava dirigindo a caminhonete.
Entre os feridos, estão o condutor da caminhonete João Nunes Ourives, 53 anos e sua esposa Dalvani Pereira Ourives, 49 anos, o filho do casal Claiton Pereira Ourives, 31 anos que é esposo de Rosilma Marques e pai de Maria Luiza, que não sobreviveram. Claiton  é também  pai de João Pedro Ourives, 9 anos, que está hospitalizado.  No veículo ainda estava Bruno Pereira Ourives, outro neto de  João Nunes.
Segundo informações de familiares, João Nunes retornava da cidade de Primavera do Leste, onde teria ido passear com  a família na casa de sua filha, mãe  de Deborah Trycia. No retorno, trouxe a neta para passar uns dias com ele.
Conforme está relatado no Boletim de Ocorrência registrado no Cento Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), o condutor de um veículo Gol seguia no mesmo sentido da caminhonete – Poxoréu a Rondonópolis -, quando teria tentado uma ultrapassagem em faixa continua e colidido na lateral da caminhonete. Com o impacto, ambos os veículos capotaram várias vezes.
O condutor  do Gol está identificado no BO como Júlio César de Oliveira Alves, 20 anos. Ele, conforme consta no BO, tinha carteira de habilitação provisória.
Após o acidente, as duas crianças ainda foram levadas para o Hospital Regional, porém não resistiram aos ferimentos. Rosilma Marques Ourives morreu no local da tragédia.
As vítimas foram veladas ontem na União Familiar e sepultadas por volta  da 16 horas, no Cemitério Parque Santa Cruz.
A Família Ourives é moradora da região do Jardim Iguaçu. João Nunes Ourives trabalha como caminhoneiro e sua esposa como costureira.

3 comentários

  1. Claudirceu Marra

    João Nunes, tio de meus filhos. Motorista profissional, quase 30 anos de estrada. Pessoa querida.
    Vítima de um acidente que será definido como acidente CULPOSO e o irresponsável causador ficará livre para repetir a aventura, conforme foi descrito.
    Lei, ora a lei…

  2. Muito triste o que a imprudência e falta de consciência fazem, matam inocentes, destróem familias e a nossa lei é conivente… É uma pena, lamentável.

  3. A causa do acidente não foi essa, meu nome é Donizetti Marques da Conceição filho de Rosilma Marques Ourives. Ainda sofro muito com a perda da minha mãe, e da minha irmãzinha Maria Luisa Marques Ourives. O acidente foi causado pelo condutor do GOL, que a uma velocidade de aproximadamente 180 km/h, chegou inesperadamente batendo na traseira da caminhonete levantando-a, segundo informações do meu vó João Nunes e de meu padrasto Claiton Pereira, a caminhonete andou uns 100 metros com os farois arrastados no chão, literalmente em pé. Depois é lançada, arremeçando todos os ocupantes da mesma… Com o impacto e os arremessos, minha prima Deborah trycia, machucou a cabeça e a coluna cervical – Causas de sua morte. Minha irmã Maria Luisa Marques Ourives, machucou a cabeça, provocando um traumatismo craniaco, levando ela a falecer. E minha mãe Rosilma Marques Ourives com o arremesso ela bateu com o peito no chão provocando assim um CHOQUE HIPOVOLÊMICO que nada mais do que a perda de grande quantidades de sangue e liquidos levando a morte da pessoa em poucos minutos. O Bruno irmão de Deborah Trycia passa muito bem, sua recuperação foi boa, meu irmão Joao Pedro Maques Ourives passa bem, minha vó Dalvani Pereira passou por uma cirurgia a uns 3 dias para retirada de uns pinos que foram colocados em seu braço, meu padrasto Claiton se recupera bem só que ainda não consegue andar, esta na cadeira de rodas porque no acidente ele quebrou as duas pernas e o o punho entre outras muitas coisas que o impossibilitaram de andar por um bom tempo. Meu avó João Nunes passa bem!
    O rapaz que provocou o acidente está livre… Vai responder em liberdade, eles pagaram o prejuízo material, devolvendo a familia outra caminhonete, só que isso não fez diferença alguma perante o que ele fez todos nós passarmos. Por isso eu tiro como anda nossa justiça, no mínimo ele deveria ficar preso, ele tem 20 anos, tava bebado e com carteira provisória… E mesmo assim ta solto, respondendo em liberdade, depois de tirar a vida de 3 pessoas. #BRASIL!

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia