“Qualquer pancada na cabeça é traumatismo craniano”

A expressão “traumatismo craniano” apavora, já que é uma das causas mais freqüentes de morte e deficiência física e mental. Mas, como no caso da atriz Giselle Itié, que bateu a cabeça durante os ensaios da “Dança do Gelo”, do “Domingão do Faustão”, o traumatismo craniano pode ser só um susto, sem conseqüências mais graves. Segundo sua assessoria, a batida foi leve, mas inspirou cuidados, de acordo com os boletins divulgados pelos médicos.

“De modo geral, qualquer pancada na cabeça é um traumatismo craniano”, diz o neurocirurgião Guilherme Malacarne, do Hospital Regional Sul e professor da Faculdade de Medicina do ABC, na Grande São Paulo. Um “galo”, por exemplo, é um hematoma formado pelo volume de sangue acumulado após o traumatismo.

Nem todos os casos precisam de ajuda médica. “Depende dos sintomas. Se a pessoa perder a consciência, vomitar, não sentir alguma parte do corpo, sofrer alterações na linguagem, é importante procurar um pronto-atendimento”, aconselha Malacarne. Nos casos leves, como uma pancada contra a porta, uma bolsa de gelo pode aliviar.

As seqüelas são, geralmente, proporcionais ao trauma. Ou seja: quanto mais forte for a agressão, maiores serão as chances de complicações. Acidentes que envolvem velocidade, como batidas de carro e quedas de patins e skates, por exemplo, também podem ser graves. “Nestes casos, o cérebro tem a agressão localizada contra ele e, por causa da velocidade, também fica meio que “boiando” no crânio”, explica o neurocirurgião Eduardo Vellutini do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, da capital paulista.

Diretor clínico da Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), o ortopedista Antônio Carlos Fernandes diz que a complicação depende da área do cérebro que foi afetada. “Cada área corresponde a uma função, como equilíbrio, movimento, fala, audição, entre outras”, explica.

Na Clínica de Lesão Encefálica da AACD, 36% das crianças tiveram seqüelas após acidentes automobilísticos. Fernandes atribui as pancadas ao uso incorreto ou mesmo à ausência das cadeirinhas de segurança. “Elas poderiam evitar muitas mortes e complicações”, alerta Fernandes. A segunda grande causa de traumatismos cranianos são os atropelamentos, motivo apresentado por cerca de 32% das crianças da AACD. E 23% delas caem de grandes alturas. “Isto é muito comum, especialmente em favelas, porque as crianças costumam brincas nas lajes”, explica o ortopedista.

Importante é, no caso de uma lesão grave, levar o acidentado ao pronto-atendimento o mais rápido possível. “Trinta minutos podem ser decisivos para que a pessoa tenha mais chances de se recuperar do baque”, aconselha Vellutini, do Oswaldo Cruz.

Diferentes graus, diferentes seqüelas

TIPOS - Existem três tipos de traumatismos cranianos, classificados de acordo com o grau de comprometimento do crânio. No fechado, não há ferimentos no crânio ou, quando muito, existe uma fratura linear. Os traumatismos cranianos com fraturas com afundamento caracterizam-se pela presença de fragmento ósseo fraturado afundado, comprimindo e lesando o tecido cerebral adjacente. Nos traumatismos cranianos abertos, com fratura exposta do crânio, ocorre comunicação direta do couro cabeludo com a massa encefálica através de fragmentos ósseos quebrados.

SEQÜELAS - Elas irão depender da área do cérebro afetada. Algumas áreas irão causar problemas na fala, outras, no equilíbrio, na inteligência, no movimento e assim por diante.

CAUSAS - Os acidentes automobilísticos são a principal causa, seguidos pelos atropelamentos e quedas de grandes alturas.

61 comentários

  1. ROSANA SCHIAVINATTO

    FAZEM 17 ANOS QUE BATI MINHA CABEÇA NUM ACIDENTE DE BICICLETA,E ESTES DIAS ELE VOLTOU A DOR, QUASE NÃO CONSIGO NEM LAVAR A CABEÇA DE TANTA DOR NO LOCAL,DEPOIS NO OUTRO DIA A DOR SUMIU,DEVO PROCURAR UM MÉDICO.

  2. Joâo Paulo
    Junho 06,2014 às 21:20 pm

    Cai de um banco numa alt. de 1.20 cai de costas e bati a cabeça no châo,fiquei sem respiraçâo na hora vi um monte fe fogos de artificios.
    Fui ao o hospital tirei uma radiografia da coluna nâo deu nada também uma tomografia nâo deu nada graças a Deus,só que estou com tipo de zumbido na minha audiçâo constante dia e noite estou preocupado,será que passara logo ou devo procurar um médico o devo fazer.
    Espero uma resposta.Obrigado.

  3. Valquíria Cardoso

    Valquíria Cardoso
    junho 17,2014 às 13.00 pm

    Foi na sexta treze da semana passada que fui atropelada , o rapaz quebrou meu guarda chuva e bateu em mim de raspão no lado esquerdo , fui jogada na calçada com toda força; bati a cabeça e machuquei o lado direito do rosto cabeça olhos etc….
    fui socorrida ao hospital , lá a pressão foi a 18*12 fiquei nervosa e a tontura começou a todo instante e vomito . Nunca vomitei tanto na minha vida como foi, depois de muita medicação fui liberada as 3:00 da manhã . Hoje poucos dias depois sinto tontura quando deito, quando levanto e quando me fixo para o alto , tipo olhando um cabelo na ponta dos dedos, o médico disse que demora em média dois meses para passar, eu espero que seja. Obrigado por falar.

  4. há uma semana, eu segurava um banner quando tropecei no mesmo e cai com o rosto no chão, machuquei o nariz que ficou inchado,e ao redor dos meus olhos amanheceu meio vermelho e arroxeado, meu nariz não sangrou; minha preocupação é: tenho 65 anos e o meu peso que é de 70 k ,como fiquei de mãos atadas segurando o banner meu peso caiu todo em cima do nariz, não sentindo nada Graças a Deus, mas eu gostaria de informações sobre o acidente.

  5. no final do ano passado bati minha cabeca durante uma queda depois disso sinto muitas nauseas e tonturasr e nuita dor de cabeca

  6. Ontem sofri uma queda quando descia, de skate, uma rampa de aproximadamente 2,00 metros de altura. Sofri uma pancada forte na cabeça, na hora nao perdi os sentidos, porem no momento sinto dores de cabeça, no pescoso, e em todo lado direito do corpo, tambem tive sangramento nasal, devo me preocupar?

  7. Bom dia a quadro ano sofri um acidentei é pati a cabeça e domei 19 potos e agora todos os dias quando acordo vejo tudo rodando e antando caindo e minha cabeça do lado esquerdo fica dor mendi e as cicatrizes formigando o que poti ser ..

  8. MARCELO SILVESTRE

    EU ME CHAMO MARCELO SILVESTRE NO DIA 21/6/2014 EU TIVE UM ACIDENTE DE UMA ALTURA MAIS O MENOS 4 METROS. BATI A CABEÇA MUITO VIOLENTO POIS FIQUE INTERNADO TREIS DIAS NA SANTA CASA RECEBI ALTA NO DIA 23/6/2014 E EU CONTINUO COM MUITA TONTURAS MAU CONSIGO ANDA SO. POXA ATE QUANDO EU VOU ME RECUPERA E VOLTA MORMAL,

  9. gostaris de uma resposta rapida

    Meu avô tem 88 anos e caiu bateu a cabeça , tiramos um raio X e deu que ele teve uma pequena fratura no cranio ,levamos pra fazer tomografia diz o medico que deu um pequeno coagulo que some com o tempo,isso pode acontecer

  10. eu bati minha cabeça na hora em que estava abaixada e levantei me de uma vez.Bati em uma caixa de madeira.Na hora doeu muito e não passei nada e hoje ja faz 5 dias e ainda sinto a dor

  11. Minha amiga caiu da cadeira e bateu a cabeça no chão. Ela estava sozinha e não conseguiu chamar ninguém. Depois de duas horas foi levada para o hospital. O médico disse que estava tudo bem e que iria sentir um pouco de for. Irá fazer uma semana que a dor não passa e vômitos constantes. É normal???

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Compartilhe esta Notícia